Publicidade
Manaus
Susam

Aprovados que não foram convocados prometem retornar com manifestações

As manifestações e o acampamento devem regressar no dia 10 ou 15 de novembro na sede da Susam ou da Casa Civil 02/09/2016 às 17:21 - Atualizado em 02/09/2016 às 20:37
Show susam 222
Os manifestantes desmontaram o acampamento em frente da sede da Susam. O local foi limpo, antes de ser deixado pelos aprovados do concurso da Susam de 2014. Foto: Euzivaldo Queiroz
Rafael Seixas Manaus (AM)

Apesar de ter saído nesta sexta-feira (2) o decreto de nomeação de 1.752 candidatos aprovados no concurso da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), parte do grupo que estava acampado há 24 dias em frente à sede do órgão, localizado na avenida André Araújo, no bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul de Manaus, prometeu retornar com as manifestações e o acampamento a partir do dia 10 ou 15 de novembro, com intuito de reivindicar o restante das chamadas que haviam prometido e a terceira chamada do concurso.

De acordo com a representante do Movimento dos Concursados da Susam 2014, Bia Pause, mesmo tendo sido divulgada a segunda chamada, o que haviam prometido é que seriam 1.800 convocados.

“Infelizmente, a grande maioria dos acampados e quem manifestou não está nesta lista. Alguns foram convocados, mas não passou de meia dúzia e pretendemos a partir do dia 10 a 15 de novembro voltar com as manifestações e com o acampamento. Ainda não sabemos se vai ser aqui ou na Casa Civil. Nos prometeram 1.800 e só chamaram 1.752”, declarou a enfermeira, que ficou dez dias acampada no local.

“Ao invés de aumentarem, diminuíram o número de convocados. Fizeram a promessa de que a terceira chamada sairá em novembro, mas temos que manter [com as manifestações e com o acampamento] porque senão teremos a certeza que não vamos ser chamados em novembro. Essa segunda lista era para ter saído em junho e somente agora em setembro que saiu, justamente porque fizemos essa movimentação”, acrescentou.

Entre os manifestantes que foram convocados está Cleverton Lopes, 35, que ocupará o cargo de assistente social. “Com muita alegria e ansiedade recebei está notícia, porque esperávamos desde junho essa convocação, que foi adiada duas ou três vezes. O movimento graças a Deus surtiu efeito. Pedimos desculpas para a sociedade pelo transtorno causado na frente da secretaria, mas, infelizmente, o governo só funciona com pressão. Se a gente se acomoda em casa, o governo pinta e borda”, opinou, reforçando que continuará dando apoio ao movimento.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, os candidatos classificados serão nomeados a partir do dia 19 de setembro, com prazo de 30 dias para apresentação dos documentos e dos exames médicos relativos aos procedimentos admissionais.  

Sobre o processo de nomeação, a Susam informou que o processo tem sido conduzido de forma criteriosa pelo governo do Estado, para que não haja risco de descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e levando-se em conta o cenário de crise econômica no País. A quantidade de pessoas convocadas nesta chamada publicada no DOE leva em conta esses fatores, após análise de impacto na folha do Estado, pela Secretaria de Estado de Administração (Sead).

Publicidade
Publicidade