Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
PROTESTO

Aprovados em concurso da Semed vão à Câmara Municipal cobrar convocação

Na lista do cadastro reserva, professores protestaram pelo fato da secretaria ter renovado 1340 contratos temporários sem convocar quem estava na lista



WhatsApp_Image_2019-02-12_at_11.16.36_6B57C3AC-4721-4CE3-A12F-8B5B882F5624.jpeg (Foto: Larissa Cavalcante)
12/02/2019 às 11:28

Um grupo de professores aprovados no concurso público da Secretaria Municipal de Educação (Semed) fez uma manifestação, na manhã desta terça-feira, em frente à Câmara Municipal de Manaus (CMM). Com a utilização de cartazes, eles ocupam a galeria da CMM, reivindicam a convocação e protestam contra a renovação dos contratos temporários.

De acordo com o professor de geografia Rildo Pantoja, a Semed tem mantido os profissionais temporários na rede pública municipal ao invés de convocar os professores aprovados no concurso para formação de cadastro reserva, realizado em janeiro de 2018.

“Nós queremos que retire os contratos temporários e convoque os professores do concurso. Existe toda uma legislação que determina que quando há uma contratação precária no âmbito da administração pública, o direito de um professor aprovado ser convocado e posteriormente nomeado se torna um direito líquido e certo. A Semed fez uma renovação no último dia 28 de 1.340 contratos e essas vagas deveriam ser ocupadas pelos aprovados no concurso, como determina a lei”, afirmou o professor.

O concurso foi para os cargos de professor da educação infantil, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e disciplinas específicas com a carga horária de 20 horas semanais.

Segundo o professor Luiz Wanderson Almeida, são 5.400 profissionais aprovados sendo que quase quatro mil aguardam a convocação. Nos últimos 28 dias, esta foi a segunda manifestação dos professores aprovados. No dia 12 de janeiro, eles protestaram em frente à sede da Prefeitura de Manaus,

O educador físico Rodrigo Dias disse que quando a categoria procura à Semed é informado de que não há vagas, sendo necessário a criação de novos postos de trabalho. “Todavia há relatos de professores e de pais de que escolas da Semed tem enxugado os quadros e escolas sem professores. Por que nas escolas está faltando professores?”, protesta.

A presidente da Comissão de Educação, vereadora Jacqueline (PHS), afirmou que foi firmado um compromisso com a categoria de marcar uma reunião com a titular da Semed, Kátia Helena. A data do encontro ainda será definida.

Outro lado

A Semed informou, por meio de nota, que desde a homologação do resultado final do concurso, há menos de um ano, já convocou todos os 400 aprovados dentro do número de vagas preestabelecidas no edital do certame.  “Já convocou mais que o triplo de candidatos previstos no número inicial de vagas, com a chamada de aprovados no cadastro reserva, totalizando mais de 1,3 mil aprovados já chamados Conforme a legislação, pode convocar os classificados em cadastro reserva de acordo com a necessidade e disponibilidade orçamentária do órgão”, diz trecho da nota.

Quanto aos professores contratados em Processo Seletivo Simplificado (PSS), a Semed esclarece que no início deste ano, mais mil profissionais não tiveram os contratos renovados e deixaram de fazer parte do quadro da secretaria. A secretaria lembra também que está concluindo a lotação de 900 aprovados em cadastro de reserva convocados e que, por isso, não é possível a realização de outra chamada até o fim deste processo.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.