Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
pressão

Aprovados no concurso da Seduc 2018 cobram publicação de cronograma de convocação

Grupo compareceu na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas pedindo apoio de deputados



grupo_xxxxxxxxxxxxxxxxxxx_AAA0C831-D026-4C13-922C-3E3326525C66.JPG Foto: Marcelo Araújo / Divulgação
02/10/2019 às 11:57

Um grupo de aprovados no concurso público da Secretaria de Estado e Educação (Seduc) de 2018 ocupou nesta quarta-feira (02) a galeria da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) cobrando a publicação do cronograma de convocação no Diário Oficial do Estado (DOE).

“Entendemos que um cronograma tem um detalhamento. A Seduc divulgou a primeira convocação de 312 aprovados, feita em agosto, a segunda com a previsão para o dia 21 deste mês e uma terceira com uma data indefinida. A previsão não nos deixa confortável, pois desde abril é prometida essa convocação“, declarou o pedagogo Leandro Moraes e membro do movimento “Convoca Já”.



No dia 16 de setembro, o secretário de Educação, Vicente Nogueira, disse, em coletiva de imprensa, que os aprovados no concurso serão nomeados a partir de outubro e está previsto para fevereiro de 2020 o início das atividades. De acordo com o titular da Seduc, serão chamados mais de 4 mil profissionais, entre professores e pedagogos.

Na ocasião, Nogueira declarou que o cronograma prevê datas para a publicação do decreto de nomeação, atendimento aos concursados para recebimento de documentação e encaminhamento à Junta Médica Pericial do Estado do Amazonas, perícia médica para expedição de laudo admissional, posse, lotação e início das atividades. Segundo o secretário, as informações poderão ser consultadas no DOE no dia 21 de outubro.

“Foi descumprido uma portaria de convocação da Seduc que seria em 1º de julho. Por isso não acreditamos mais. Enquanto não for publicado esse calendário com todos os detalhes não vamos parar de cobrar. Pedimos que seja feita essa publicação antes do dia 21 para termos certeza e os aprovados do interior e dos outros estados possam se programar”, ponderou o pedagogo.

A professora de geografia Maria Clenilda Silva destacou que um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) nº 1/2019 firmado entre a Seduc e o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), determinou a substituição dos profissionais oriundo de contratos de Processo Simplificado de 2016 pelos aprovados no concurso público.

“Nós temos a convicção de que não dar para acreditar nas promessas da Seduc. Se tivesse credibilidade a palavra de um secretário nos já estaríamos trabalhando”, disse a professora.

Parlamentares

A presidente da Comissão de Educação da ALE-AM, deputada Therezinha Ruiz (PSDB) afirmou que as datas de convocação estão sendo cumpridas pela pasta e os candidatos do cadastro reserva serão chamados conforme a disponibilidade da Seduc.

“Embora a angústia e a preocupação que é grande, pois sabemos que temos muitos desempregados e com professores qualificados. Vamos ter credibilidade e paciência que as coisas acontecerão. Eles serão chamados. Foi a palavra do secretário Vicente Nogueira”, disse a parlamentar.

O deputado de oposição Dermilson Chagas (PP) cobrou a definição de uma data para a publicação do calendário. “Temos que colocar uma data para fechar essa questão", afirmou.

O concurso público de 2018 ofertou 8.175 vagas para os cargos de professor (20h e 40h), pedagogo (20h e 40h), assistente social, bibliotecário, contador, engenheiro, estatístico, fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, assistente técnico e merendeiro.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Seduc-AM e aguarda nota sobre o caso. 

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.