Publicidade
Manaus
Meio Ambiente

'Arboriza Manaus' planta muda de nº 10 mil para comemorar o Dia da Árvore

As mudas foram plantadas às margens do Igarapé do Franco, na Avenida Brasil, Zona Oeste de Manaus. Foram plantadas árvores frutíferas na área de margem e floríferas nas calçadas 22/09/2016 às 05:00
Show arvore valendo0222
A muda de número dez mil foi plantada às margens do igarapé do Franco, na Avenida Brasil, na Compensa, Zona Oeste. Foto: Aguilar Abecassis
Luana Carvalho Manaus

Em 10 anos a população de Manaus deve começar a perceber uma diferença na temperatura, ventilação, diminuição de poeira e embelezamento da capital se as mais de 10 mil mudas que estão sendo plantadas desde o início do ano sofrerem manutenção constante. A responsabilidade, segundo engenheiros florestais, também é dos moradores, que devem proteger e coibir vandalismo nas mudas.

Nesta quarta-feira (21), quando foi comemorado o Dia da Árvore, aconteceu o  plantio da muda de número dez mil, do plano Arboriza Manaus, às margens do Igarapé do Franco, na Avenida Brasil, Zona Oeste de Manaus. Foram plantadas árvores frutíferas na área de margem e floríferas nas calçadas, conforme explica a diretora de arborização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas), Rosemary Bianco.

“Também estamos plantando jatobás, jutairana, ypês e pau pretinho, cuja raiz não é agressiva e não causa dano na calçada. As pessoas vão poder caminhar na sombra, sentindo um bem-estar psicológico e contemplar uma área arborizada”, comentou, explicando, ainda, que cada logradouro tem um projeto específico. “Como aqui é uma área de margem de igarapé, a gente procurou colocar espécies condizentes com a realidade do local”.

Rosemary conta que o pau pretinho, por possuir o tronco reto e crescimento rápido, é o recomendado para ser plantado em calçadas e meio-fios. “As  ‘patas de vaca’ que foram plantadas na avenida Umberto Calderaro também é uma boa opção para calçadas. Nos canteiros centrais, o recomendado é que seja uma árvore de tronco reto, com flores e frutos pequenos,  com copa cônica para não depender de muita poda”

Engenheira florestal Maria Eliane Ramos, diretora regional Norte da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, também estima que as melhorias possam ser sentidas em 10 anos. “São dois fatores cruciais para que as árvores se desenvolvam. Uma e a manutenção, que deve ser constante, e a outra é coibir o vandalismo. Já fiz vários exemplos de mudas que são plantadas num dia e no outro já não estão mais no local”.

Até agora, as mudas do projeto  Arboriza Manaus foram plantadas em 61 logradouros públicos de 35 bairros de Manaus, nas principais avenidas. Faltando apenas a avenida Constantino Nery.

Vizinhos modificam a paisagem
Há três anos que a paisagem da rua Rio de Janeiro do conjunto Campos Eliseos, bairro Planalto, Zona Oeste, têm mudado para melhor. Os próprios moradores colocaram a mão na massa, quebraram as calçadas e realizaram o plantio de dezenas de árvores da espécie pau-pretinho. 

“Manaus é totalmente sem árvore e por isso a gente vive nesse calorão. Certa vez  vi uma casa de uma vizinha sem fiação elétrica, bati lá  e pedi pra quebrar a calçada dela e plantar mudas de árvores, ela liberou e em seguida outro vizinho se interessou”, conta o empresário Marcelo Acordi, 24, que mora no bairro desde 2005.  Ele conta que a maioria dos vizinhos aceitou a proposta.

“Escolhemos o pau-pretinho porque as raízes não danificam as calçadas. Alguns moradores não quiseram, porque ficaram com medo de causar sujeira, mas a grande maioria aceitou e hoje nossa rua tem um outro aspecto”.  O benefício já pode ser sentido, segundo Marcelo. “Temos sombra para nós e para nossos carros. A temperatura também está mais amena e este era um dos nossos maiores objetivos”.

Publicidade
Publicidade