Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
FISCALIZAÇÃO

Fiscais da Semmas impedem área de preservação ser destruída e invadida

Ação de invasores no Igarapé do Mindu foi denunciada pelos próprios moradores da área



Capturar.JPG Ação foi denunciada pelos próprios moradores da área (Foto: Divulgação / Semmas)
24/08/2017 às 17:08

Um trecho da área de preservação permanente do Igarapé do Mindu, situado nas proximidades do Parque Nascentes do Mindu, na Cidade de Deus, zona Norte, teve a sua vegetação nativa ameaçada de ser totalmente destruída. A ação de ocupação irregular dos invasores foi impedida por fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

A ação foi denunciada pelos próprios moradores da área. O local vem sendo alvo da ação de invasores desde a semana passada e continua sendo monitorado. Foram encontrados alguns focos de queimadas, o que coloca em risco também a segurança da unidade de conservação.



De acordo com a gestão do Parque Nascentes do Mindu, o trecho de margem atingido fica a, aproximadamente, 200 metros da área do parque, próximo a um campo de futebol. Segundo os fiscais que estiveram no local, três árvores frutíferas chegaram a ser cortadas. Moradores informaram que o responsável pela derrubada seria o proprietário de uma metalúrgica, que não foi identificado nem localizado pela equipe.

Preservação

O Parque Nascentes do Mindu abriga as três nascentes do Igarapé do Mindu, o maior igarapé da cidade, com 22 quilômetros de extensão. Um dos maiores desafios da gestão da unidade é conservar as margens do curso d’água que ainda se encontram com vegetação nativa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.