Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
LAZER

Arena da Amazônia pode virar palco de diversos eventos sociais, diz Sejel

"Ela [Arena] é muito bem localizada uma estrutura dessa enorme e ela custa pra gente tanto fechada quanto aberta então ela tem mais que ser utilizada", declarou o titular da pasta, Fabrício Lima



761814.JPG A ideia, segundo Fabrício, é abrir a Arena da Amazônia sempre (Foto: Euzivaldo Queiroz)
01/04/2016 às 12:33

A Arena da Amazônia pode virar palco para casamentos, aniversários de crianças e eventos sociais, como o ocorrido nessa sexta-feira (1), em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é comemorado no dia 2 de abril.

A informação foi confirmada nesta sexta-feira (1º) pelo titular da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Fabrício Lima, em entrevista a reportagem de A CRÍTICA durante a ação de cidadania.



Na ocasião, ele disse que iria conversar com a primeira dama do Amazonas, Edilene Gomes de Oliveira, ainda nessa sexta-feira. A ideia, segundo ele, é abrir a Arena da Amazônia sempre.

“Temos espaço, camarotes, estrutura maravilhosa. Eu devo anunciar nos próximos dias que nós vamos abrir isso aqui [Arena] para casamento, aniversário de criança. É uma maneira de entrar recurso paro o fundo do esporte para que possamos investir em outras modalidades esportivas”, afirmou.

Fabrício destacou que a Arena também será aberta para questões sociais, sem cobrança de nada. “Pelo contrário, vamos receber e oferecer serviços. Nós temos uma infinidade de bairros no entorno da Arena, temos todos os ônibus de Manaus passando em frente à Arena quer dizer: ela é muito bem localizada uma estrutura dessa enorme e ela custa pra gente tanto fechada quanto aberta então ela tem mais que ser utilizada”, declarou. O secretário concluiu dizendo que a secretaria deve montar um calendário de atividade sociais e esportivas até o final do ano a ser desenvolvido no local.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.