Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
1.png
publicidade
publicidade

Arma de uso exclusivo dentro da cadeia

Arma de uso exclusivo é encontrada dentro de cadeia

Preso guardava em cela a arma, ele tentou resistir à revista realizada pela PM e incitou detentos a motim


22/04/2013 às 08:32

Um dos bandidos mais perigosos do Amazonas foi encontrado com uma arma de uso exclusivo das forças de segurança (polícias e Exército) dentro de uma cela no Centro de Detenção Provisória (CDP), localizado no quilômetro 8 da BR-174. Alan Souza Cartimário, o “Nanico”, estava com uma PT.380, cinco celulares e uma pequena drogas dentro da cela 304 do pavilhão 8.

Nanico é apontado como “xerife” da cadeia. Ele tentou resistir à uma ação surpresa da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) no fim da tarde de sábado no CDP. Alan recusou-se a sair da cela e ainda pedia para que os demais presos não permitissem a ação da PM. A atitude do preso gerou desconfiança nos policiais e a cadeia teve um princípio de motim. Após controlar a situação, a Polícia fez uma revista minuciosa no local e encontrou a arma de calibre restrito com a numeração raspada em um fundo falso de um ventilador de parede na cela.

Alan e seus companheiros de cela, os presos Gregório Graça Alves, Anderson Cardoso da Silva, Azemar Costa Ribeiro, Daniel de Souza, Manoel Júnior Almeida de Souza, Jorge de Carvalho Ramos, Sérgio Roberto Obando, Weliton Paulo Marques de Souza e Ronilson Pereira Parente foram conduzidos ao 18º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Novo Israel (Zona Norte), onde foram flagranteados por porte ilegal de armas e de drogas. Depois de prestarem esclarecimentos, os presos foram encaminhados para o IML para exame de corpo de delito e retornaram para o CDP. Por tentar liderar um motim, Alan Castimário foi transferido para o Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat).

Perigoso

Alan Castimário já foi indiciado por 19 crimes de homicídio ocorridos no período de 2009 a 2012 e ainda é investigado por participação em mais quatro. Entre os de maior repercussão, estão as execuções do empresário Flávio Augusto Coelho, o “Flavinho da 14”, em novembro de 2010, e dos “irmãos Metralha” Jacob Jessé Dias França, o “Jacozinho”, e Joelson Dias França, o “Jojoba”, em maio do ano passado. Ele e seu grupo agiam sempre com requintes de crueldade, chegando a esquartejar algumas vítimas.

Alan Castimário é acusado de ameaçar de morte a delegada da Polícia Civil Maria Cristina Portugal. Ele também possui condenações por tráfico de drogas, desmanche de carros e porte ilegal de armas de grosso calibre. O traficante e homicida de 32 anos também já havia sido preso durante a operação Aliança, em maio de 2011, dentro do condomínio de luxo Van Gogh, na Ponta Negra.

 

publicidade
publicidade
Pai e filho são presos com 1 kg de drogas durante ação conjunta em Eirunepé
SSP irá investigar a participação de policiais em roubo a banco em Parintins
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.