Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
ZONA LESTE

Arquidiocese vai apurar denúncia de intolerância religiosa em igreja

Momento em que padre impede que participantes de religião de matriz-africana realizem devoção em uma igreja da Zona leste de Manaus foi capturado em vídeo



WhatsApp_Image_2021-07-30_at_16.51.36_05AC1B32-4956-4630-9087-7D7FA6E74BA5.jpeg Foto: Reprodução/Internet
30/07/2021 às 17:08

Quatro pessoas de matrizes religiosas africanas afirmam terem sido vítimas de intolerância religiosa em uma igreja Católica, localizada no bairro São José Operário, na Zona Leste de Manaus. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM).

De acordo com uma das vítimas, a candomblecista Fabianne Souza, ao se fazer o santo, antes do “Iaô”, na volta para casa, sempre os povos de matrizes africanas vão até a igreja para tomar benção do padre, no entanto um lider religio, da Igreja Cristo Rei, teria destratado os candomblecistas no local. O pároco Grzegorz Paderewski nega que as camdoblecistas tenham sido destratadas. Ele diz que não estava no local durante a ocasião. O pároco, no entanto, não esclareceu quem teria autoridade  para retirada das religiosas do recinto. Em consulta ao site oficial da Arquidiocese de Manaus, a reportagem verificou que Jaroslaw Piasecki também é líder religioso da comunidade. 



“Ele [o líder religiosoo] já foi perguntando o que a gente tinha ido fazer la. Respondi que tínhamos ido tomar a bênção da igreja e dele. Ele já veio falando que santo era, e eu respondi Oxum. Ele respondeu Oxum não é santo da igreja Católica”, disse Souza.

Ainda conforme a vítima, o padre teria dito que não iria ocorrer a mistura de atos umbandista ou candomblecista com o catolicismo. 

“Não iríamos vamos fazer ato nenhum, só queríamos tomar benção de Deus, pois Deus está em qualquer lugar e para nós a igreja é a casa dele. Tenho 16 anos como umbandista e três como candomblecista e nunca aconteceu isso”, desabafou a mulher.

O caso foi registrado no 9° Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro São José, que vai ouvir os candomblecistas e o padre envolvido na situação.

A assessoria de imprensa da Arquidiocese de Manaus informou que não estava a par do fato, mas que as devidas providências serão tomadas.

*A matéria foi atualizada para inserir o posicionamento do padre Grzegorz Paderewski

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.