Publicidade
Manaus
Manaus

Arraial do CSU do Parque Dez começa hoje com danças típicas e 200 barracas de comidas

Serão 25 noites de festa, até o dia 23 de agosto, sempre a partir das 19h30. Ao todo, 170 grupos folclóricos se apresentarão no CSU, que ainda vai ter parque de diversões 30/07/2015 às 15:52
Show 1
Arraial acontece no Centro Social Urbano (CSU) do bairro Parque Dez
ACRITICA.COM ---

Um dos mais aguardados festivais da capital amazonense, o 35° Festival Folclórico do Parque 10, popularmente conhecido como “Arraial do CSU”, começa hoje a partir das 19h30, e segue até o dia 23 de agosto, com 170 atrações na programação cultural, 200 barracas de comidas típicas e um parque de diversões.

Na noite abertura, hoje, se apresentam cinco grupos folclóricos: Dança Internacional Portuguesa Vinho Verde; Quadrilha Explosão na Roça, do bairro Alvorada; Dança Nacional do Café, do conjunto Ajuricaba, Quadrilha Cômica Fuzileiros na Roça e a Ciranda Tradição, do Japiim – nesta ordem.

Em 25 noites de festa, 170 atrações devem se apresentar no Centro Social Urbano do Parque Dez, onde é realizado o festival. Cada grupo se apresenta durante 30 a 50 minutos. A expectativa dos organizadores é que 100 mil pessoas passem pelo local durante o evento.

35ª edição

O evento é promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), e conta ainda com o envolvimento de outras seis secretarias.

A secretária da Semmasdh, Goreth Garcia, destacou a tradição do evento. “Nós estamos trabalhando com nossos órgãos juntos à comunidade para produzirmos um bom festival. O Centro Social Urbano (CSU), oferece várias atrações há muitos anos, é um festival tradicional. Estamos muito felizes por prepararmos neste ano mais um evento com segurança, em paz para as famílias” concluiu.

Campanha

Nos moldes do evento do ano passado, o festival deste ano também terá o reforço da Campanha de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, da Semmasdh. No local estarão orientadores, assistentes sociais e conselheiros tutelares atentos aos casos que possam surgir dentro e no entorno do CSU.

Toda a renda do festival será destinada ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA), usado para ações voltadas à proteção dos direitos da criança e do adolescente.

Obras

Com o fim do festival folclórico, já há planos para o CSU. O espaço já está reforma, com obras que devem durar até o início de 2016. “A revitalização do CSU do Parque Dez será feita através de emenda parlamentar proposta pelo vereador e atual secretário municipal de Administração, Planejamento e Gestão, Gilmar Nascimento. O vereador Luís Neto, também destinou emenda para beneficiar o CSU”, explicou a secretária Goreth Garcia.

A primeira ação da revitalização já pode ser conferida a partir de hoje: o sistema de iluminação do local já foi trocado. As luzes amarelas dos postes foram substituídas por luzes de LED.

Publicidade
Publicidade