Publicidade
Manaus
ÁGUA

Arsam cancela mais de mil contas de água de moradores do Grande Vitória, em Manaus

Segundo eles, desde 2009, a água encanada não chega às casas, porém eles são obrigados a pagar. Muitos tiveram os nomes “negativados” 07/02/2018 às 15:28 - Atualizado em 07/02/2018 às 15:29
Show 18
Foto: Divulgação
acritica.com

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) cancelou mais de mil contas de água de moradores do bairro Grande Vitória, na Zona Leste de Manaus. Conforme denúncias feitas pelos moradores, desde 2009 a água encanada não chega às torneiras das casas, mas mesmo assim eles são obrigados a pagar o valor cobrado pelo consumo mínimo.

Na manhã desta quarta (7), uma reunião aconteceu entre as lideranças da comunidade, engenheiros da Arsam e a Ouvidoria do órgão com objetivo de debater questionamentos sobre as cobranças mensais, consideradas indevidas por conta da precariedade na prestação dos serviços de abastecimento de água. De acordo com a Arsam, muitos moradores tiveram os nomes “negativados” na praça porque não pagaram o mínimo exigido pela concessionária de água, a Manaus Ambiental.

A equipe operacional da Manaus Ambiental já esteve várias vezes no local e a normalização do abastecimento não ocorreu, segundo a Arsam. “Mais de 15 ruas não possuem o fornecimento adequado por todos esses anos, e os moradores que pagaram por isso vão ser ressarcidos. Continuaremos trabalhando para efetivar o cancelamento de todas as cobranças desse tipo”, informou o ouvidor Rafael Affonso.

Após a intervenção da fiscalização da Arsam, iniciada no mês de janeiro deste ano, a concessionária suspendeu a emissão de faturas, retirou nomes dos moradores do SPC e Serasa e o recadastrou as ruas mencionadas. A Arsam calculou o montante de R$ 565 mil em faturas cobradas indevidamente.

Denúncias relacionadas à má prestação dos serviços de abastecimento de água, gás canalizado e transporte rodoviário intermunicipal coletivo de passageiros podem ser registradas pessoalmente nas ouvidorias dos PACs São José, Sumaúma e Galeria dos Remédios, pelo 0800 280 8585 ou pelo WhatsApp (9) 98423-0981.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade