Publicidade
Manaus
EXECUTIVO

Arthur diz que quer entregar Manaus com dinheiro no caixa e sem dívidas

Na leitura de mensagem que abre os trabalhos da CMM, o prefeito disse que a Prefeitura tem uma dívida estimada em R$ 14 milhões. O orçamento de Manaus é de R$ 5 bilhões 06/02/2019 às 13:52 - Atualizado em 06/02/2019 às 14:37
Show arthur neto 0ee5078e 8599 432e b2d7 fe8def757d5e
Arthur disse que ainda não pagou a conta porque "não quis" (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Wal Lima Manaus (AM)

"Nosso dever é entregar Manaus com dinheiro em caixa e dívida zero". Essa foi a afirmação do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB), na leitura da mensagem que abre os trabalhos legislativos na Câmara Municipal de Manaus (CMM), realizada na manhã desta quarta-feira (6).

Em contra partida, o executivo que conta com um orçamento acima de R$ 5 bilhões, afirma dever R$ 14 milhões referente uma dívida herdada em 2013, quando, segundo ele, a Prefeitura estava com uma dívida de R$ 347 milhões, que quitada, será considerado um "milagre" inédito no país, conforme o texto da mensagem.

Questionado sobre a dívida nos cofres públicos do município, Arthur disse que ainda não pagou a conta porque "não quis", pois tem como prioridade outras questões voltadas ao município.

Infraestrutura

Arthur ainda garante que os 350 anos de Manaus, serão comemorados com grandes obras na cidade, onde estão incluídas no pacote de obras do município, previstas as construções de uma passagem de nível nos parâmetros do Complexo Viário 28 de Março (localizado na zona Oeste de Manaus), na altura das avenidas João Valério e Constantino Nery e um viaduto no bairro Manoa, zona Norte da cidade.

"Ainda não há dados sobre qual será o investimento nessas obras, mas garanto que há dinheiro em caixa para fazê-las", afirma o prefeito que também afirma não haver prazo para o início das obras, alegando apenas que terão início "o mais breve possível".

Publicidade
Publicidade