Terça-feira, 16 de Julho de 2019
LEGISLATIVO

Arthur Neto anuncia concursos públicos para 2018 na abertura dos trabalhos da CMM

O prefeito de Manaus também ressaltou a atuação dos vereadores, tanto os da base quanto os de oposição, dentro da Câmara Municipal



26245291548_7e9ce3de02_z.jpg Foto: Divulgação
06/02/2018 às 14:41

Com o discurso de que não irá concorrer a nenhum cargo no Amazonas nas próximas eleições, a não ser para presidente da República, o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), abriu na manhã desta terça-feira (6) o ano legislativo da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Na ocasião, Arthur anunciou concursos públicos para Manaus em 2018.

“Nós vamos fazer o concurso público, nós vamos criar escola de saúde pública que vai preparar profissionais que estão na Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) e os que estão saindo das universidades”, disse o prefeito de Manaus.

De acordo com ele, deverão ser realizados outros concursos em diferentes órgãos municipais para atingir uma cobertura aos próximos dois ou três anos. “Por isso é importante o equilíbrio fiscal, para fazer tudo isso calculando a nossa lei de responsabilidade fiscal para não cairmos no erro que tantos caíram de contar com receitas que não eram perenes”, explicou.

Durante o discurso, Arthur Neto ressaltou o trabalho dos vereadores, tanto os da base quanto os de oposição. Ele pediu que a Câmara Municipal continuasse com a parceria com a Prefeitura de Manaus para chancelar os projetos de lei enviados pelo Executivo.

Para o presidente da CMM, vereador Wilker Barreto (PHS), a Casa Legislativa teve papel importante na mediação entre as categorias e o Executivo Municipal. “Muitos dos projetos do Executivo a Câmara teve a liberdade de alterar. [...] Nós temos um 2018 de muito trabalho e a Câmara volta as suas atividades com ritmo total”, afirmou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.