Publicidade
Manaus
POLÍTICA

Arthur Neto e Amazonino Mendes juntos no mesmo ‘palanque’ durante evento

O governador do AM foi prestigiar o evento em homenagem aos 40 anos de vida política de Athur, o que alimentou ainda mais os indícios de uma nova aliança entre os "caciques" 13/07/2018 às 22:59 - Atualizado em 13/07/2018 às 23:08
Show amazonino e arthur
Foto: Antonio Lima
Izabel Guedes e Rafael Seixas Manaus (AM)

O governador Amazonino Mendes (PDT) esteve presente na homenagem aos 40 anos de vida política do prefeito Arthur Virgílio Neto, promovida pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Durante a cerimônia, que aconteceu na noite desta sexta-feira (13) no Dulcila Festas e Convenções, no bairro Ponta Negra, na Zona Oeste, os dois “caciques” políticos trocaram vários elogios, o que alimentou ainda mais os indícios de uma nova aliança para as eleições ao governo, marcadas para outubro deste ano.

Arthur e Amazonino anunciaram ainda uma parceria de trabalho para ajudar nas melhorias de infraestrutuea da cidade e do Estado. O líder do executivo estadual destacou também a importância de Arthur na vida política, além de enfatizar que é deve do Estado ajudar a Prefeitura de Manaus.

“Os anos na política ajudaram ele a ter mais qualidades. Essa é a razão de eu estar aqui. O que temos é que trabalhar juntos”, afirmou Amazonino. Arthur acrescentou que a parceria é para trazer avanços na infraestrutura da capital e do Amazonas como um todo.

“Isso é muito bom para todos. O trabalho em conjunto vai ajudar. Vamos ter mais possibilidades, poder fazer isso para a cidade e para o povo do Estado”, afirmou Arthur, acrescentando ainda que não é o momento para falar sobre apoio nas eleições.

Parceria passada

Em junho do ano passado, Arthur e Amazonino firmaram uma parceira política para a eleição suplementar do governo do Estado. Na época, o presidente estadual do PDT no Amazonas, deputado federal Hissa Abrahão, deu “carta branca” para Amazonino comandar o rumo do partido durante o pleito, o que rendeu sua vitória no segundo turno contra o senador Eduardo Braga (MDB).

Com mais de 59% da preferência do eleitorado, o ex-governador Amazonino venceu Braga com uma diferença de 243,6 mil votos válidos, para o mandato tampão que começou em outubro de 2017 e que termina em dezembro deste ano. Numa eleição marcada pelo alto índice votos brancos, nulos e abstenções, Amazonino que obteve 782,9 mil votos, superou a votação de Braga.

Publicidade
Publicidade