Publicidade
Manaus
Manaus

Artur apresenta reivindicações em encontro nacional

A pauta da Prefeitura de Manaus será discutida durante o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas – Municípios Fortes, Brasil Sustentável em Brasília 26/01/2013 às 10:49
Show 1
Artur leva pacote de pedidos na estreia em encontro nacional de prefeitos
Mariana Lima Manaus

O prefeito Artur Virgílio Neto (PSDB), e o vice, Hissa Abrahão (PPS), viajam neste domingo (27), para Brasília onde vão apresentar ao Governo Federal pedidos de investimentos para a mobilidade urbana, saúde e transporte público para a cidade de Manaus. Essa é a primeira vez que Artur e Hissa viajam após terem sido empossados no dia 1º. Assume a prefeitura, interinamente, no período de 27 a 30, o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Bosco Saraiva (PSDB).

A pauta da Prefeitura de Manaus será discutida durante o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas – Municípios Fortes, Brasil Sustentável em Brasília, entre os dias 28 a 30 de janeiro. O evento levará aos novos prefeitos informações sobre os programas do governo federal em quatro eixos: desenvolvimento social, desenvolvimento econômico, desenvolvimento ambiental e urbano e Participação Social e Cidadania.

A Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), informou que Artur e Hissa viajam neste domingo à tarde para Brasília e retornarão na quarta-feira à tarde. Conforme explicou o titular da Semcom, jornalista Márcio Noronha, na manhã de ontem, Artur se reuniu com prefeitos do interior Amazonas para compor “uma pauta em comum” e levá-la a Brasília. A mobilidade urbana, informou o secretário, será o tema que norteará as conversas relacionadas à Prefeitura de Manaus, levando em conta os problemas que envolvem o transporte público.

A saúde básica do município também será tratada pelo prefeito. O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, disse a A CRÍTICA que o prefeito apresentará dados coletados pela equipe de transição e pedirá investimentos para unidades básicas da área urbana e rural da cidade.

“Hoje em Manaus somente 30% da população tem acesso às unidades básicas e isso é preocupante. OU seja, mais de 1 milhão de pessoas não têm acesso às Unidades Básicas de Saúde (UBS) onde podem receber tratamento para hipertensão, diabetes e serem incluídas na distribuição de vacinas, por exemplo. A nossa intenção é receber recursos para investir na saúde básica e desafogar os prontos-socorros da cidade”, disse o secretário.

Artur pedirá ainda investimentos para obras de intervenção viária, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) que disponibilizará às prefeituras até 2014 recursos no valor máximo de R$ 995 bilhões até 2014.

Publicidade
Publicidade