Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
Manaus

Artur Neto alerta novos secretários sobre deveres em Prefeitura de Manaus

A equipe do primeiro escalão da Prefeitura de Manaus está, a partir desta quarta-feira (02), segundo o prefeito, em avaliação probatória



1.gif O prefeito Artur Neto empossou nesta terça-feira (01), à noite, secretários e disse que quem se sentir ineficiente deve deixar o cargo
02/01/2013 às 07:14

“As secretarias vão ter metas, e aqueles que cumprirem metas estarão cumprindo seu dever, e aqueles que não cumprirem as metas não estarão cumprindo seu dever”, assim se dirigiu o prefeito Artur Neto (PSDB), aos 25 secretários empossados ontem na equipe do governo tucano à frente da Prefeitura de Manaus.

“Eu tenho estágio probatório de quatro anos, o Hissa Abrahão também. Os secretários, claro que eles tem estágio probatório. O próprio secretário que se sentir ineficiente, e quiser sair, sairá. Aquele que eu sentir ineficiente, sairá. Aquele outro que a gente perceber que ele é eficiente, mesmo que ele queira sair, eu vou implorar pra ele não sair”, declarou Artur.



Em seu discurso, Artur afirmou que fez um “esforço para montar uma equipe a mais competente que pudesse ter”, e voltou a negar que tenha selecionado os nomes para o secretariado por pressões partidárias ou “a partir de convicções políticas”. “As pessoas escolhidas, filiadas ou não a partidos políticos, poderiam ser capazes de desempenho correto, justo e lícito. Procurei recrutar cérebros e dividir a responsabilidade que pesa em nossos ombros”, disse Artur.

Entre os nomes que integram a lista de Artur estão Humberto Michiles (PR), Guto Rodrigues (PPS), Jefferson Praia (PSDB), Fabrício Lima (PRTB), Ricardo Farias (PSB), Edson Fernandes (PSB), além de Pedro Carvalho, ligado ao PR e o deputado federal Pauderney Avelino (DEM).

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.