Publicidade
Manaus
Manaus

Árvore que fica em frente ao edifício Tartaruga apresenta risco no Centro de Manaus

O motivo é uma rachadura no piso da calçada onde está a árvore, que vem crescendo desde o início da reforma da praça localizada em frente à igreja Matriz 07/03/2016 às 16:45
Show 1
Lojistas, taxistas e pedestres temem que a árvore tombe a qualquer momento. A cada chuva, a rachadura no chão aumenta
Isabelle Valois Manaus (AM)

Uma árvore que fica em frente ao edifício Tartaruga, localizado entre a travessa Santa Cruz e a rua Floriano Peixoto, no Centro, tem gerado apreensão e medo aos  taxistas, pedestres e lojistas da área nos últimos meses. O motivo é uma rachadura no piso da calçada onde está a árvore, que vem crescendo desde o início da reforma da praça localizada em frente à igreja Matriz.

A proprietária da banca de revista que fica ao lado da árvore, Simone Rodrigues, contou que, desde 2013 ela e outras pessoas têm procurado os órgãos competentes e os acionado para verificar os procedimentos cabíveis a serem adotados com a situação em que se encontra a árvore, para evitar incidentes.

“Técnicos da Semmas (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade), Corpo de Bombeiros e outros órgãos vieram olhar a árvore e nada fizeram. O problema é pior quando venta, pois a árvore demonstra que pode cair a qualquer momento. É lamentável que ninguém tome uma providência. Acredito que só vão fazer algo quando realmente houver um acidente”, criticou Simone.

A comerciante contou que há muitos anos a árvore sequer recebeu serviços de podagem. “Há sempre um serviço de podagem das árvores no Centro, mas esta árvore é completamente esquecida. Os lojistas que subiram e amarraram uma corda, para, caso ela venha a quebrar, não caia por cima das lojas. Mas se estiver passando um pedestre no momento, pode ser um acidente feio”, disse.

Riscos

O taxista Daniel Carvalho, 46, que trabalha em um ponto de táxi em frente à banca, contou que ultimamente os taxistas estão evitando ficar parados no ponto, com medo que a árvore caia  sobre os veículos. Carvalho relatou quem nos dias de chuvam até os pedestres que passam pela via ficam assustados.

“Quando começa uma chuva, somos obrigados a ficar rodando pelo Centro, pois realmente temos medo de que a árvore caia em cima do carro. Não é por falta de pedir ajuda, pois sempre acionamos os órgãos competentes, eles até comparecem, mas fazem fotos e não retornam. Não queremos que retirem a árvore, pelo menos queremos que ocorra podagem ou utilizem alguma técnica para recolocar a árvore em seu devido lugar, pois a cada nova chuva, mais a árvore inclina”, contou o taxista.

Semmas vai checar denúncia

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) informou que irá enviar uma equipe técnica ao local para verificar a situação da árvore. Após a visita, a secretaria tomará os procedimentos cabíveis.

Publicidade
Publicidade