Publicidade
Manaus
Manaus

Árvores ao chão: Mais cortes, menos verde em Manaus

Após a prefeitura sacrificar 14 árvores em menos de uma semana, denúncia aponta que outras dez foram cortadas na Zona Centro-Sul 16/10/2013 às 08:20
Show 1
Marcas nos troncos das árvores mostram que os cortes foram feitos recentemente
Adriano Silva ---

Mais de dez árvores, entre mangueiras, oitizeiros e até parte de uma castanheira, também foram cortados nos últimos dias. Dessa vez, o corte aconteceu na área pertencente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), localizado na avenida Maceió, Adrianópolis, Zona Centro-Sul.

A denúncia foi feita por uma funcionária do órgão e leitora do jornal A CRÍTICA, depois da matéria publicada na edição dessa terça-feira (15), sobre o corte de árvores pela prefeitura.

Segundo informações de funcionários que pediram para não terem o nome divulgado, as árvores foram cortadas após serem danificadas pelo forte temporal ocorrido semana passada, causando muitos prejuízos.

“No dia do temporal, várias árvores caíram em cima de carros que estavam estacionados, caíram em cima do prédio, quebrando telhas. Por isso foi feito esse corte, para evitar outros danos e até algo mais grave”, disse uma funcionária.

Outra funcionária informou que, na manhã dessa terça-feira (15), homens do Corpo de Bombeiros estiveram no local para cortar parte dos galhos de uma castanheira que, segundo ela, estava prestes a cair.

“O pessoal dos bombeiros estiveram aqui e cortaram alguns galhos. A castanheira foi atingida por um raio e partiu quase ao meio”, disse.

No prédio, que está parcialmente desativado, por conta dos danos causados pelo temporal, os poucos funcionários encontrados evitaram falar sobre o assunto.

Sem resposta

A equipe de reportagem de A CRÍTICA fez contato com a assessoria de comunicação do Ministério da Agricultura, para obter mais informações sobre o corte das das árvores, mas até o fechamento desta edição, não teve retorno.

A equipe também enviou um e-mail para a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), solicitando informações sobre a existência de autorização para a realização dos cortes das árvores da avenida Dom Pedro e na avenida Mário Ypiranga, publicados na edição de ontem, assim como informações sobre os cortes realizados no Ministério da Agricultura, e também, até o fechamento desta edição, não recebeu qualquer tipo de resposta.

Nessa terça-feira (15), durante todo o dia, vários leitores de A CRÍTICA ligaram para o jornal, criticando a falta de comprometimento da Semmas em fiscalizar e manter o verde da cidade.

Publicidade
Publicidade