Publicidade
Manaus
ASSALTO

Dono de joalheria reclama que câmeras de shopping não capturaram imagens úteis

Um dia após ousado assalto, empresário reclamou da qualidade das câmeras do centro de compras e revelou que não tem seguro: "No Brasil não se faz seguro de joalherias" 27/07/2017 às 17:52 - Atualizado em 27/07/2017 às 18:13
Show orum
Tiroteio assusta clientes no Manauara Shopping. Foto: Evandro Seixas
Tiago Melo Manaus (AM)

O proprietário da joalheria Orum, assaltada na noite da última quarta-feira (26), no Manauara Shopping, contou à reportagem do Portal A Crítica que o caso segue sem pistas e que as câmeras de segurança do centro de compras não capturaram imagens de relevância que possam ajudar nas investigações da Polícia Civil.

O empresário David Benzecry informou que as câmeras de sua loja foram danificadas pelos assaltantes durante a ação, que resultou em um tiroteio no piso Castanheira e deixou vários clientes do shopping em pânico.

“Eles estavam com o rosto descoberto, mas nem assim as câmeras do shopping registraram algo de útil. Elas são de péssima qualidade. Não dá para ver nada direito nelas. Fora que destruíram as minhas câmeras”, disse ele, ressaltando que o estabelecimento não prestou nenhum tipo de assistência durante ou depois da ação.

“Não temos pista alguma do paradeiro ou identidade deles. O que temos, por enquanto, é o relato dos funcionários”, comentou. Benzecry, que não estava na loja no momento do incidente, desmentiu, contudo, os rumores de que seus funcionários tenham sido feitos de reféns. “E ninguém saiu ferido”, garantiu ele.

Ainda de acordo com o lojista, esta não é a primeira vez que ele passa por uma situação do tipo. “Já fomos assaltados no Amazonas Shopping também. E o problema maior é que não temos seguro. No Brasil não se faz seguro para joalherias”, explicou  o empresário, que não quis revelar à reportagem o que foi levado pelos assaltantes.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD). 

A reportagem entrou em contato com a assessoria do shopping sobre a queixa do lojista e recebeu a seguinte nota do centro comercial: "Em relação ao ocorrido na noite do dia 26, a direção do Manauara Shopping informa que acionou a Polícia Militar de forma ágil e está prestando assistência ao lojista. Informa ainda que colabora com as autoridades na investigação e esclarecimento dos fatos".

Publicidade
Publicidade