Publicidade
Manaus
Manaus

Assalto durante churrasco na av. das Torres acaba em morte de um bandido e do dono da casa

Assaltantes entraram na residência, mas foram surpreendidos por PM que participava do churrasco. Após troca de tiros, dono da casa e um bandido morreram 21/03/2015 às 16:06
Show 1
Caso ocorreu em casa na avenida das Torres, bairro Parque das Laranjeiras, Zona Norte
JOANA QUEIROZ Manaus

Duas pessoas foram assassinadas e duas ficaram feridas na noite de sexta-feira (20), em Manaus, durante uma tentativa de assalto a uma residência onde acontecia um churrasco, localizada na avenida das Torres, bairro Parque das Laranjeiras, Zona Norte.

De acordo com informações da polícia, o comerciante Emerson de Abreu Soares, 31, estava reunido em sua residência, na avenida das Torres, com a família e amigos, para um churrasco quando chegaram dois homens armados com arma de fogo e anunciaram o assalto.

O cabo da Polícia Militar (PM) Paulo Valcir de Oliveira Rufino, 43, que estava entre os convidados do churrasco, reagiu ao assalto. Segundo a polícia, houve troca de tiros entre o policial e os assaltantes, e o dono da casa, Emerson, acabou alvejado no peito e morreu na hora.

Um dos assaltantes, Jonathas da Silva Cunha, 18, foi alvejado e também morreu. O outro bandido, Alessandro Ramos Cruz, 28, conseguiu fugir e foi, sozinho, para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, onde foi reconhecido como o outro ladrão e foi preso.

O policial Paulo Rufino teve ferimentos leves e foi levado para o Hospital e Pronto Socorro da Unimed, no Parque das Laranjeiras, e não corre perigo de morte, conforme informou a assessoria de imprensa da PM. No local do crime, nesta manhã, ninguém quis comentar o fato.

Conforme o site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Alessandro cumpre pena no regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), desde o dia 3 deste mês. Ele foi condenado por assalto a uma loteria na av. Silves, bairro da Raiz, Zona Sul.

O caso de tentativa de assalto seguida de morte foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Zona Leste, que ficará responsável pela investigação. A reportagem não conseguiu apurar o local do velório de Emerson. 

Publicidade
Publicidade