Publicidade
Manaus
AUTISMO

Associação de mães vai realizar ‘encontrão’ sobre o autismo em Manaus no sábado (21)

Objetivo do evento é esclarecer dúvidas quanto ao distúrbio, além de conscientizar população sobre a importância da inclusão escolar e social dos autistas 18/07/2018 às 06:00 - Atualizado em 18/07/2018 às 07:15
Show whatsapp image 2018 07 16 at 19.09.36
Foto: Divulgação
Silane Souza Manaus (AM)

Difundir informações sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e esclarecer dúvidas quanto ao distúrbio, bem como conscientizar a população sobre a importância da inclusão escolar e social de pessoas com TEA são os principais objetivos do 1º Encontrão das Famílias da Associação Mães Unidas pelo Autismo (Amua). O evento será realizado neste sábado (21), a partir das 8h, no Complexo Turístico Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus. 

De acordo com a presidente da Amua, Núbia Brasil, na ocasião, haverá pequenas palestras sobre autismo, inclusão escolar e social, os direitos da pessoa autista – que não são cumpridos –, entre outros assuntos. “Será um momento para socializar informações acerca do tema e também para possibilitar que as crianças interajam, brinquem e haja troca de experiências entre as famílias, em um piquenique com lanche compartilhado”, afirmou.

Núbia relatou que serão apresentados também os projetos da Amua, entidade que nasce com a finalidade de oferecer atendimento multidisciplinar aos autistas, além de promover atividades em prol da conscientização sobre autismo. “Estamos arrecadando recurso para registrar a associação e começar estruturá-la para fazer os tratamentos, mas, de imediato, queremos trabalhar com palestras dentro das escolas, abordando o tema da inclusão, pois isso é uma coisa que ainda não acontece na prática”, disse. 

A dona de casa Fabiana Braga, 45, tem dois filhos com autismo e revela que as dificuldades enfrentadas por eles continuam sendo muitas. Por isso, segundo ela, é preciso que haja mais ações de conscientização, assim como de qualificação de profissionais para fazer com que os direitos de pessoas autistas sejam garantidos e respeitados. “Infelizmente, ter acesso a atendimento multidisciplinar e a educação na rede pública é um desafio muito grande ainda na nossa cidade”, declarou.

Fabiana ressaltou que a Lei 12.764/2012, regulamentada pelo Decreto Presidencial 8.368/2014, garantiu a qualificação e a acessibilidade aos serviços públicos do Sistema Único de Saúde (SUS), da educação e de proteção social para pessoas com o Transtorno do Espectro do Autismo, mas isso ainda é um “sonho”. 

Instituição promove feijoada

Uma feijoada beneficente em prol das causas sociais do Núcleo de Assistência à Criança e a Família em Situação de Risco (Nacer) será realizada no dia 11 de agosto, a partir das 12h, no Fast Temaki, do Eldorado, na Zona Centro-Sul. O valor da refeição será de R$ 25.

De acordo com os organizadores, a crise afetou a instituição e, por isso, vão promover a 2ª edição da Feijoada Beneficente Nacer. “80% dos padrinhos financeiros deixaram de doar, estamos em apuros, sem entrada de padrinhos e nosso recurso proveniente do convênio atrasado. Estamos promovendo a feijoada para dar uma aliviada em nossas urgências”, informaram.

Contatos

Os interessados em ajudar a Associação Mães Unidas pelo Autismo podem entrar em contato pelos números: 99208-5581 e 99151-3412. Já para contribuir com as ações do Núcleo de Assistência à Criança e a Família em Situação de Risco, o número é o 3302-6282.

Publicidade
Publicidade