Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Manaus

Atendimentos das unidades de saúde crescem 30% em Manaus

Período de chuvas aumentou casos de gripes, viroses, resfriados e problemas respiratórios, sobretudo em crianças e idosos



1.gif As crianças, como o pequeno Erivan Castro, de quatro anos, estão entre as principais ‘vítimas’ da mudança de temperatura
01/11/2014 às 12:27

A chegada das chuvas começou a influenciar o atendimento das unidades de saúde da capital, que têm registrado aumento entre 20% e 30% do início de outubro até agora. Reflexo também chega às escolas, onde o número de alunos ausentes devido a gripes, resfriados e viroses também cresceu neste mês.

Na escola estadual Princesa Isabel, no Centro, Zona Sul, a cada dez crianças, três a quatro faltaram aula nas últimas semanas após apresentarem febre, tosse e outros sintomas característicos da gripe e viroses. A diretora da instituição, Felícitas Monteiro, disse que as crianças têm ficado ausentes da sala de aula, em média, de um a dois dias. Os professores são orientados a desenvolver atividades que ajudem a criança a recuperar o conteúdo que perdeu enquanto esteve doente.

Na Colônia Oliveira Machado, Zona Sul, a Escola de Tempo Integral Professora Roxana Bonessi vem trabalhando em parceria com o posto de saúde do bairro visando à prevenção de doenças entre os estudantes e suas famílias, priorizando a questão das vacinas, sobretudo nesta época do ano. “Quando verificamos a ausência da criança, se tem de duas ou mais faltas, entramos em contato com os pais para verificar a situação; lembramos do posto de saúde, que procura agilizar o atendimento das crianças, bem como seus exames”, comentou a gestora da escola, professora Francisca Cunha. A instituição atende 439 alunos, entre e 6 e 11 anos.

Vulneráveis

Em relação às unidades de saúde, a maioria dos casos envolve crianças e idosos, que chegam aos postos de saúde com infecções respiratórias, resfriados comuns, sinusites e pneumonia, principalmente, de acordo com a pediatra Samille Muniz e o clínico geral Mário Braga, da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do loteamento Campos Sales, na Zona Norte. “A estimativa de aumento do número de casos relacionados ao período chuvoso está entre 20% e 30% neste mês”, disseram.

É o caso da aposentada Altina Maria de Paiva Melo, de 84 anos. Ela contou que estava tossindo muito e sentindo fortes dores na cabeça, além de cansaço. “Fiz exame, raios-x, tomei soro e o médico disse que estava com pneumonia”, disse.

Ela mora com a filha, no Parque São Pedro, Zona Norte, e foi levada duas vezes ao hospital desde o início do mês, por conta de problemas respiratórios. Os médicos têm uma maior preocupação com os idosos porque eles possuem, geralmente, doenças associadas, como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e outras, exigindo maior cuidado no tratamento.

Crianças exigem mais cuidados

Além dos idosos, as crianças também estão entre as mais vulneráveis a contrair problemas, sobretudo do trato respiratório, nesta época do ano. O filho de Gracivane Pereira de Castro, 22, Erivan, de 4 anos, começou o tratamento de saúde depois de vários dias tossindo e apresentando quadros febris.

“Está com uma gripe muito forte e meu marido também”, comentou a dona de casa, moradora do Campos Sales. “Na rua onde eu moro, a maioria dos meus vizinhos está doente também. Mudou o tempo, está chovendo mais e aí, não tem jeito não, a gente fica doente”, acrescentou.

E quando as crianças forem brincar na chuva, descalços, os pais devem ficar atentos também para as doenças de veiculação hídrica como a Leptospirose, causada pela bactéria leptospira, presente na urina de ratos, cuja transmissão ocorre no contato com água e lixo contaminados com a bactéria; diarreias; parasitoses; e hepatite A.

“Para prevenir é necessário lavar bem as frutas e verduras, realizar sua higiene pessoal, beber água filtrada e lavar bem as mãos após usar o banheiro”, reforçou a médica Samille Muniz.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.