Publicidade
Manaus
Manaus

Atividades em prédios da UEA são retomadas após Grupo Marte não encontrar artefatos explosivos

A Polícia Militar concluiu a vistoria na Escola Normal Superior e na Escola Superior de Ciências da Saúde, após varredura e suspeita de bomba nas unidades acadêmicas. As atividades serão retomadas às 14h desta segunda (15) 15/06/2015 às 14:35
Show 1
As unidades foram esvaziadas na manhã desta segunda-feira (15)
acritica.com Manaus (AM)

A reitoria da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) informou, por meio de nota na tarde desta segunda-feira (15), que as atividades na Escola Normal Superior (ENS) e na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA) serão retomadas às 14h desta segunda. As aulas haviam sido suspensas após o reitor receber denúncia de artefatos explosivos dentro dos prédios.

Policiais militares do policiais do Grupo de Manuseio de Artefatos Explosivos (Marte) atuaram nos dois locais, realizando varredura que confirmou a inexistência de explosivos. 

"A UEA não será prejudicada pela interrupção que se fez necessária diante das ameaças, no entanto, para a segurança dos alunos, professores e servidores técnicos-administrativos, as atividades foram temporariamente interrompidas", explica o comunicado.

Na rede social Facebook, Cleinaldo desabafou: "Ameaça anônima de 'bomba' em duas unidades da UEA é desrespeito, incivilidade e atraso de alguém que se incomoda com uma Universidade que quer apenas fazer o seu papel constitucional: formar cidadãos com qualidade e estar a serviço de nossa comunidade. A UEA é maior que qualquer atitude malévola ou irrefletida".

Cada unidade concentra cerca de 2 mil alunos. Para não causar tumulto, os PMs entraram de sala em sala avisando os acadêmicos que estava sendo realizado um treinamento e que era preciso deixar o prédio. Eles estranharam mas obedeceram. Só do lado de fora, com a área isolada, é que os alunos souberam da ameaça.

Publicidade
Publicidade