Publicidade
Manaus
merenda cortada

Por falta de alimentação, aulas estão suspensas na Creche da Polícia Militar

Segundo pais, o anúncio foi feito durante uma reunião nesta quinta-feira (5) - o contrato com a empresa que fornece a alimentação foi rompido e ainda não há uma substituta. PM nega fechamento e diz que unidade será dedetizada 05/05/2016 às 21:08
Show creche pm
Localizada no bairro Petrópolis, na Zona Sul, creche atende mais de 500 crianças entre 1 e 5 anos. (Clóvis Miranda)
Kelly Melo Manaus (AM)

Pais de alunos da Creche Infante Tiradentes da Polícia Militar, no bairro Petrópolis, na Zona Sul, foram surpreendidos com a informação de que a partir desta sexta-feira (6) as aulas estarão suspensas na unidade por falta de merenda escolar. Segundo eles, o contrato com a empresa que fornece a alimentação foi rompido e ainda não há uma substituta por falta de verbas. 

O enfermeiro Clóvis Moura, pai de um aluno de 3 anos, disse que o comunicado foi feito nesta quinta-feira (5) pela manhã, durante uma reunião com os pais. “O diretor da escola confirmou que as aulas estão suspensas até que uma nova empresa seja contratada para prestar o serviço. O problema é que esse aviso foi feito muito em cima da hora e a maioria dos pais não tem com quem deixar as crianças. Todo mundo foi pego de surpresa”, afirmou ele. 

Ainda de acordo com Moura, o mesmo problema estaria acontecendo em outras duas unidades, situadas no bairro Cidade Nova, na Zona Norte, e na Nilton Lins, na Zona  Centro-Sul.  Só na creche Tirandentes estudam mais de 500 crianças de 1 a 5 anos, em horário integral e meio período.

A assistente social Nathália Palmeira, 29, disse está apavorada com a medida anunciada pela escola. “Nunca imaginei passar por isso, porque nunca relataram nenhum problema com a merenda das crianças nesse tempo todo. A minha filha estuda lá há 4 anos e como eu trabalho fora, não sei com quem deixá-la”, disse. 

Por telefone, a Comandante-Geral da Polícia Militar, Marcus James Frota, negou que as aulas na creche Tiradentes esteja suspensa. Segundo ele, a instituição não tem nenhum problema com a alimentação oferecida nas creches e que apenas hoje não terá aula, porque a unidade será dedetizada. Ele também disse que as aulas retornam normalmente na próxima semana. “Os pais devem ter compreendido algo errado. Nossas unidades estão funcionando normalmente”, garantiu. 

Publicidade
Publicidade