Publicidade
Manaus
PALCO DE VALE-TUDO

Avenida da Zona Centro-Oeste de Manaus é a ‘disneylândia’ dos motociclistas imprudentes

Av. Desembargador João Machado (antiga Estrada dos Franceses), na Zona Centro-Oeste, é um exemplo de descontrole do trânsito. Em horários de pico, é comum observar motociclistas invadindo a contramão para tentar fugir do engarrafamento 10/02/2017 às 05:00
Show transito0222
Três motos trafegam pela contramão ao ultrapassar veículo. Foto: Evandro Seixas
Kelly Melo Manaus

Atentado à vida. Esta é a definição dada às imprudências que diversos motociclistas praticam pelas ruas de Manaus. A falta de fiscalização em ruas e avenidas de grande fluxo de veículos também favorece ao desrespeito ao trânsito.

A avenida Desembargador João Machado (antiga Estrada dos Franceses), no bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste, é um exemplo desse descontrole. Em horários de pico, é comum observar motociclistas invadindo a contramão para tentar fugir do engarrafamento.

Como a avenida é estreita e possui “mão dupla”, o trânsito fica facilmente sobrecarregado. E mesmo com a faixa dupla contínua pintada no chão, o que indica que a ultrapassagem é proibida, muitos motociclistas não se importam com a regra e passam para o outro lado na “cara-dura”.

Em menos de cinco minutos, A CRÍTICA flagrou vários motociclistas se arriscando na manobra perigosa. Nenhum agente de trânsito foi visto no local.  Além de imprudência, entrar pela contramão também é uma infração gravíssima.

“Geralmente, os motociclistas são muito imprudentes. Eles fazem isso e se um carro bater, ainda corre o risco de outros motociclistas se agruparem e agredirem o motorista. Porque eles se defendem, mesmo sem saber o que realmente aconteceu”, conta Francisco Rodrigues, 46, que mora nas proximidades.

Não bastasse, invadir a contramão em uma avenida com o trânsito “carregado”, muitas vezes esses motociclistas fazem a troca de faixa em alta velocidade, colocando em risco não só a vida dele, como também a dos demais motoristas e pedestres que passam pelo local.

Na opinião do comerciante Edilson Ferreira, 52, atitudes como essas são irresponsáveis. “É uma falta de responsabilidade e falta de respeito com a própria vida dele. Isso pode ocasionar um acidente como morte, então é muito perigoso”, afirmou ele.

Os mais imprudentes
De acordo com o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza, imprudências como entrar na contramão acontecem em toda a cidade. E ele afirmou que os motociclistas são os mais imprudentes no trânsito. De cada dez acidentes registrados em Manaus diariamente, sete são envolvendo motociclistas. “Infelizmente, essa ainda é uma realidade. Nos hospitais, 80% das vítimas de acidentes de trânsito estavam de motocicleta”, disse ele.

 

 

 

 

Publicidade
Publicidade