Publicidade
Manaus
Manaus

Avenidas de Manaus viram cenário de atos contra e pró segundo mandato de Dilma

Dois dias depois da mobilização em defesa de Dilma tomar o Centro da capital, manifestantes prometem ir às ruas contra a presidente - e explicam o porquê 14/03/2015 às 12:26
Show 1
“A gente tem que olhar para a manifestação com absoluta traquilidade”, disse Dilma Rousseff
Aristide Furtado Manaus (AM)

VOTE NA ENQUETE

Com menos de três meses, o novo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT) passa esse final de semana pelo primeiro teste das ruas. Satisfeitos e insatisfeitos com o Governo Dilma embalados pelos noticiários sobre o escândalo da Petrobras, cerram fileiras empunhando bandeiras contra e a favor da administração da petista. Na rota das manifestação, Manaus é cenário dos dois movimentos. 

Caso se confirme a intenção de participação, 28 mil devem marchar pela avenida Eduardo Ribeiro rumo á avenida Djalma Batista, cobrando a destituição da Presidente da República. A convocação virtual se pauta no combate à corrupção após o escândalo da Operação Lava Jato vir à tona. 

O movimento "Fora Dilma" tem à frente partidários que focam nas promessas irreais feitas pela Dilma candidata à reeleição, ainda em 2014. Um dos líderes do movimento é o advogado Rodrigo Junqueira, que concedeu entrevista ao Jornal A CRÍTICA deste domingo, defendendo o foco do protesto e responsabilizando a presidente pela corrupção na Petrobras.

Opiniões e entrevistas de professores universitários na ativa e aposentados, dos empresários e da população da Zona Norte de Manaus completam a matéria, assim como uma explicação sobre processo de impeachment. Confira na página A3 da edição deste domingo (15).

Publicidade
Publicidade