Publicidade
Manaus
CINCO MORTOS

Avião que caiu em Manaus estava abastecido e com manutenção em dia, diz representante

Representante de proprietário do avião, um Embraer 720, disse que avião era particular e realizaria um voo de 1h até o município de Novo Aripuanã. Cinco pessoas morreram após queda 07/12/2016 às 12:52 - Atualizado em 07/12/2016 às 16:24
Show avi o
Avião tinha capacidade para seis pessoas, disse representante (Foto: Divulgação/Frederico Cavalcante)
Oswaldo Neto e Isabelle Vallois Manaus (AM)

O representante do proprietário do avião que caiu em Manaus na manhã desta quarta-feira (7) afirmou que a aeronave estava com a manutenção em dia e estava suficientemente abastecida antes de decolar. O acidente aéreo deixou cinco mortos, entre eles uma criança de 4 anos. Um homem sobreviveu e foi levado ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto.

À imprensa, o representante do dono da aeronave, Antônio Macedo, disse que o avião realizaria um voo particular de 1h com destino ao município de Novo Aripuanã, localizado a 227 quilômetros da capital, em linha reta. Segundo ele, o avião é do empresário do ramo de aviação Daniel Dias Moreno e negou que a aeronave seja da empresa Tio Táxi Aéreo. Ele não soube informar as causas do acidente.

Antônio Macedo explicou que o avião tinha capacidade máxima para seis pessoas, e algumas delas teriam entrado no avião pegando carona até o município. “Não posso dar informações nenhuma até que o Seripa, o órgão investigador, se posicionar sobre isso. O que sei é que o avião estava com a manutenção em dia e foi abastecido”, declarou Antônio, dizendo ainda que o proprietário do avião está em estado de choque em uma clínica. Ele não soube informar o local.  

Ainda segundo o representante, o proprietário está prestando o apoio necessário aos familiares da vítima entrando em contato com funerária e com o Instituto Médico Legal (IML).

Acidente

Cinco pessoas morreram após uma aeronave de pequeno porte cair por volta das 8h de hoje em uma área verde do Parque Dez, Zona Centro-Sul de Manaus. Testemunhas afirmam que a aeronave Embraer 720 caiu de uma altura considerável e explodiu ao se chocar com o chão.

As vítimas do acidente foram identificadas como João Jerônimo da Silva Neto, que era o comandante da aeronave, Ana Alice Gomes, de 4 anos, João Frederico, Jefferson Juarez, Henrique Tiez Neto e Ruan Lemos. Jefferson foi a única vítima resgatada com vida. 

Publicidade
Publicidade