Publicidade
Manaus
Manaus

Avião que caiu em Manaus seria vendido na Bolívia

Nesta terça-feira (12), o acritica.com informou com exclusividade que Luís, que é boliviano, e o piloto Jhom Thompson, americano, saíram de solo americano e fizeram uma parada em Boa Vista (RR), seguindo para Manaus, onde abasteceria e seguiria viagem para a Bolívia 13/03/2013 às 19:33
Show 1
Avião foi colocado sobre um caminhão para ser levado a uma área da Infraero
acritica.com Manaus

O monomotor Cessna, modelo 206, que fez um pouso forçado na avenida do Turismo, Tarumã, Zona Oeste de Manaus, foi adquirido em Dallas (EUA) e seria vendido em Santa Cruz de La Sierra (Bolívia), conforme informou o proprietário da aeronave, Luís Fernando, 40, nesta quarta-feira (13/03), em depoimento à Polícia Federal (PF).

Na última terça-feira, o acritica.com informou com exclusividade que Luís, que é boliviano, e o piloto Jhom Thompson, americano, saíram de solo americano e fizeram uma parada em Boa Vista (RR), seguindo para Manaus, onde abasteceriaa o avião e seguiriam viagem para a Bolívia.

O Cessna caiu em Manaus, segundo as primeiras informações fornecidas pelo piloto, por conta de falhas no motor. Pouco antes, ele havia declarado à torre de controle situação de emergência.

Os fatores que contribuíram para o acidente estão sendo apurados pelo Serviço de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa-7), sob o comando do tenente-coronel Arthur Rangel.

Já a investigação realizada pela Polícia Federal iniciou após o prefeito de Manaus, Artur Virgílio (PSDB), questionar o motivo de a dupla estrangeira estar sobrevoando o espaço aéreo da capital. A PF apura se a situação dos estrangeiros no País é legal. Até o momento, não foram encontradas irregularidades na aeronave. As informações são do A Crítica na TV (TV A Crítica). Saiba mais detalhes aqui.


Publicidade
Publicidade