Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Nova Sede

Banco da Amazônia abre nova sede e agência em Manaus

O Banco da Amazônia inaugurou as novas instalações da Superintendência Regional do Amazonas e Roraima e a Agência Manaus-Centro, localizada na Rua Terezina, 193, no bairro Adrianópolis.



IMG_2409.JPG Banco da Amazônia inaugurou novas instalações. Foto: Wyrison de Freitas
06/08/2016 às 00:28

O Banco da Amazônia inaugurou nesta sexta-feira (5) as novas instalações da Superintendência Regional do Amazonas e Roraima e a Agência Manaus-Centro, localizada na Rua Terezina, 193, no bairro Adrianópolis.Em fevereiro deste ano, o Governo do Estado do Amazonas firmou uma parceria com o Banco para reduzir a burocracia e facilitar o acesso de empreendedores ao crédito. Foram disponibilizados para o setor produtivo mais de R$ 700 milhões em novos investimentos. Isso equivale a R$ 300 milhões a mais contratados que no ano de 2015.

De acordo com o gerente geral da Agência Manaus-Centro, Carlos Henrique Salvador, o atendimento ao cliente foi o foco principal do Banco da Amazônia. “Na verdade, nós mudamos de endereço para atender melhor o cliente, pois temos uma localização acessível, estacionamento. Além de ampliar a disponibilização de crédito”, explicou Salvador.
Para o gerente, a expectativa para o segundo semestre de 2016 é alcançar a meta dos investimentos para diferentes áreas produtivas.

“O Banco da Amazônia se diferencia dos demais bancos por possuir o FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte), a taxa de juros ser abaixo do mercado com prazos maiores que os oferecidos atualmente”, assegurou o gerente geral.

O banco oferece serviços de crédito para diferentes segmentos. “Praticamente qualquer pessoa pode utilizar o crédito, desde o micro e pequeno empreendedor, o pequeno, médio e grande produtor, o empreendedor individual. Assim como outros segmentos: indústrias, comércio, agropecuária, turismo, cultura, prestação de serviços, entre outras”, contou Salvador.

Histórico

O atual Banco da Amazônia, conhecido como Basa, surgiu em 1942 durante a Segunda Guerra Mundial com o objetivo de financiar a produção de borracha aos países aliados.
A fim de ampliar o financiamento para as demais atividades produtivas, o denominado Banco de Crédito da Borracha passou a ser o Banco de Crédito da Amazônia.

Recebeu o nome de Banco da Amazônia apenas no ano de 1966 quando assumiu o papel de agente financeiro da política do Governo Federal para o desenvolvimento da Amazônia Legal, que engloba nove estados brasileiros.

Em 2002, deixou de usar a sigla BASA com o intuito de salientar a contribuição para o crescimento econômico da região baseado na sustentabilidade.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.