Quinta-feira, 02 de Julho de 2020
BLOCO

Banda leva tema ‘Não é Não, Meu Corpo me Pertence’ ao Centro nesta sexta-feira

A banda 'Maria Vem com as Outras' será na próxima sexta-feira (14), com concentração na Praça Heliodoro Balbi e acesso gratuito



4e1ea414-0b59-4713-af9a-99044fbc41e9_46F37351-09C7-4C92-B5C2-9B6C419DF094.jpg (Foto: Divulgação/Sejusc)
11/02/2020 às 14:20

Para mobilizar a população no combate a violência doméstica contra mulheres, a banda 'Maria Vem com as Outras' levará o tema “Não é Não, Meu Corpo me Pertence” para as ruas do Centro de Manaus, nesta sexta-feira (14). A concentração será às 15h, na Praça Heliodoro Balbi, e o acesso é gratuito.

Organizado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim), com apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), o evento é tradição há dez anos na prévia do Carnaval. No local, serão realizadas abordagens educativas sobre o tema e apresentação da rede de serviços oferecidos pelo Estado para mulheres vítimas de violência.



“Neste ano, o Governo do Amazonas aderiu, pela primeira vez, à campanha nacional do ‘Não é Não’, e nossas equipes estarão nas ruas para reforçar que os direitos das mulheres devem ser respeitados”, afirma a titular da Sejusc, Caroline Braz. “Também vamos levar orientações ao público sobre o crime de importunação sexual, caracterizado por qualquer atitude sem consentimento da vítima. Neste caso, o agressor pode até não chegar a tocar na vítima, mas se a constrange, é considerado crime”.

A titular da pasta destaca que a importunação sexual não é válida apenas para as mulheres. Segundo ela, os homens também podem denunciar, e a pena para quem comete o delito varia de um a cinco anos de reclusão.

“Nesta proposta, também incluímos o combate à importunação sexual contra mulheres motoristas de transporte por aplicativo, numa construção coletiva com os movimentos sociais, uma característica desta gestão”, comenta Caroline Braz. “Precisamos conscientizar a população que a denúncia auxilia na quebra da impunidade e é um direito que pode ser exercido por qualquer cidadão”.

Trajeto

Segundo a presidente do Cedim, Dora Brasil, o bloco sairá da Praça Heliodoro Balbi em direção ao Relógio, na avenida Eduardo Ribeiro; passará pela avenida Floriano Peixoto e voltará para o ponto de partida. Ela adianta que a estimativa para este ano é receber mais de mil pessoas no evento.

“Escolhemos o tema para contribuir com o fim da violência sexual contra a mulher. Precisamos, mais uma vez, alertar àqueles que insistem em desrespeitar a mulher quando ela diz que não está a fim”, diz a presidente. “É preciso deixar claro que a paquera, a atração e qualquer tipo de relação sexual deve ser objeto de prazer e carinho mútuo e não de violência”.

A banda “Maria Vem com as Outras” surgiu no Carnaval de 2010, com o objetivo de mobilizar mulheres contra a violência doméstica, principal pauta do Cedim ao longo dos anos. Conforme Dora Brasil, a ação aproximou o público da entidade.

Serviço

Banda “Maria Vem com as Outras”

Data/hora: Sexta-feira (14/02), a partir das 15h

Local: Praça Heliodoro Balbi, Centro

*Com informações da assessoria de comunicação.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.