Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
FEDOR TOTAL

Banhistas são surpreendidos com esgoto a céu aberto na Praia da Ponta Negra

A principal suspeita dos frequentadores do ponto turístico é que uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) tenha sido danificada



12/06/2017 às 05:00

Banhistas que escolheram a praia da Ponta Negra, localizada na Zona Oeste da cidade, para se divertir e tomar banho no rio Negro, foram surpreendidos com uma cena lamentável: água suja e com fedor saia de um esgoto e desaguava no rio, enquanto centenas de pessoas brincavam e mergulhavam.

Para os banhistas, a principal suspeita é que uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) tenha sido danificada. A Prefeitura de Manaus não confirmou se trata-se de uma ETE, mas a dúvida deixou frequentadores em alerta. O temor é que houvesse algum tipo de contaminação por causa da água poluída de lixo e  com odor, que transbordava de uma caixa de esgoto, localizada próximo do lado direito da praia, em frente a Academia de Remo.



O almoxerife Gilson Souza Pinto, 36, programou e reservou o domingo (11) para levar a esposa e os dois filhos para tomar banho na Ponta Negra. Após mais de duas horas  que os filhos estavam tomando banho e brincando no rio, Gilson viu o esgoto transbordando no rio. “Tirei um dia para a minha família, aí a gente chega aqui e descobre que estava tomando banho com água de esgoto. É algo muito sério. Meus filhos e outras pessoas ficaram expostas à algum tipo de doença, quem me garante o contrário?”.

A dona de casa Raimunda Ferreira da Silva, 55, também lamentou descaso por parte da Prefeitura de Manaus e contou que um casal de amigos dela desistiu do lazer e voltou para casa mais cedo por temer algum tipo de contaminação. “Nós pensamos, organizamos e programamos esse passeio a semana toda, mas fomos surpreendidos por essa situação preocupante. Um casal de amigos, que estava com a gente, foi embora porque não aguentou e por medo de alguma doença”, disse.

Outro que ficou decepcionado  foi o autônomo Isaque Ramos, 25. Ao chegar ao local, ele sentiu um odor forte, mas, mesmo assim, resolveu ficar e esperar outros amigos, alguns deles turistas. “Vou esperar e ver para onde vamos. É meio até constrangedor você vir para cá, sabe? Eu convidei um grupo de amigos e alguns deles nem são amazonenses, vieram só para conhecer a praia”, contou.

Promessa

Em nota, a Prefeitura de Manaus informou que a situação foi encaminhada ao Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), órgão responsável pelo Complexo Turístico Ponta Negra, e à Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e ainda hoje, ambos enviarão técnicos para avaliar a situação e, caso constatado problema na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) acionarão a empresa responsável pelo serviço no local para que seja resolvido.

Médicos alertam sobre risco

Ao tomarem banho em águas poluídas, os banhistas correm sérios riscos de contaminação. Segundo o infectologista Alexandre dos Santos Souza, as pessoas correm risco de contrair hepatite A, verminose e infecção intestinal. “Os riscos são sérios, essas pessoas, em casos extremos, correm risco de hepatite do tipo A e verminose, mas também podem ter infecção intestinal série. É preocupante”, disse.

A pediatra Paula Menezes afirmou que as crianças correm mais riscos que os adultos. “Elas podem sofrer mais que os adultos, estão mais susceptíveis a infecção bacteriana, diarréia, vômitos, febres e verminoses”.

Praia no hotel

A assessoria de imprensa do Tropical Hotel informou que o esgoto da praia Praia da Ponta Negra, citado na reportagem, não tem qualquer tipo de ligação com o sistema de tratamento do hotel.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.