Publicidade
Manaus
OPERAÇÃO

Bares e postos de combustíveis irregulares são alvos de operação da SSP em Manaus

Segundo órgão, um bar foi fechado e duas lojas de conveniência que funcionavam irregularmente como bares tiveram a venda de bebidas encerrada 06/05/2018 às 17:45 - Atualizado em 06/05/2018 às 17:49
Show 144
Foto: Divulgação
acritica.com

Durante Operação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), na noite deste sábado (5), um bar foi fechado na Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus, e duas lojas de conveniência de postos de combustíveis, que funcionavam irregularmente como bares, na avenida Timbiras, Cidade Nova, também Zona Norte, foram notificados pelo Corpo de Bombeiros e tiveram a venda de bebidas encerrada. A ação integrada das forças de segurança aconteceu em bairros das zonas Centro-Oeste, Norte e Leste da capital.

A Operação, denominada “Cavalo de Aço”, reuniu Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop) e Secretaria Executiva de Inteligência (Seai). Além de barreiras policiais em bairros, o grupo percorreu e fiscalizou regiões e estabelecimentos alvos de denúncia de ilícitos pela população e identificadas pelo sistema de segurança através de levantamentos prévios. O vice-governador Bosco Saraiva acompanhou a operação ao lado do secretário de Segurança, coronel Anézio Paiva, e da secretária executiva, Juliana Tuma.

Na Cidade de Deus, um bar foi fechado por falta de alvará de funcionamento e porque também oferecia espaço para a prática de jogos ilícitos, com apostas em dinheiro. Duas lojas de conveniência de postos de combustíveis, na avenida Timbiras, foram notificadas. Elas funcionavam como bares e possuíam mesas externas onde os clientes acompanhavam lutas em telões. Os espaços não têm licença para a atividade e tiveram que encerrar o serviço.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os estabelecimentos têm cinco dias para apresentar defesa e se regularizarem na diretoria técnica. Caso insistam com a atividade irregular poderão ter as licenças caçadas. "Estamos fazendo as notificações e fechamento. É uma operação também para verificar locais com incidência criminal de roubo, furto e homicídio. A operação tem o intuito de evitar que o crime aconteça. Fazendo uma fiscalização dessa, a gente evita que tenha um assalto, homicídio ou que ocorra qualquer outro delito", disse o titular da SSP.

Desacato

Durante a ação no posto Equatorial da avenida Timbiras, dois homens foram presos. Luan Dantas Pinheiro, 26, foi preso por desacato à autoridade. Ele estava com bebidas alcoólicas, sem documentos pessoais e sem os documentos da motocicleta que utilizava. Ao ser abordado, partiu para cima dos policiais.

O homem foi indiciado por desacato e resistência. Jean Marcel Dantas Pinheiro, que estava com Luan e também enfrentou os policiais, foi flagranteado por condução de veículo sob efeito de substância alcoólica.

Ações integradas

Para a secretária executiva da SSP, a atuação integrada das forças de segurança tem permitido o êxito das operações. Durante a semana, três municípios tiveram operações que resultaram na prisão de 15 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. As ações integraram os trabalhos da Polícia Civil e Militar e ocorreram em Itapiranga, Silves e Tefé. "A gente atinge de maneira efetiva o objetivo da segurança da população. São exitosas as operações em razão exatamente do trabalho integrado das forças de segurança", disse Juliana Tuma.

Participaram da operação o Delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, o Delegado-Geral Adjunto, Antônio Chicre Neto, o Comandante Geral da PM, Coronel David Brandão, o subcomandante da PM, Coronel Álvaro Cavalcante, o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Mauro Freire, o secretário de Inteligência, Herbert Lopes, e o secretário executivo de Operações, Tenente-Coronel Klinger Paiva.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade