Publicidade
Manaus
Manaus

Bebê abandonado em beco na Compensa, Zona Oeste, volta para casa com a mãe que o deixou

Recém-nascido deixado pela mãe em um beco deve receber alta nesta quarta-feira (22), junto com a genitora, para ficar com a avó materna 21/10/2014 às 22:57
Show 1
Enxoval do bebê, que deverá ser cuidado pela avó
Jéssica Vasconcelos Manaus (AM)

O bebê abandonado em um beco do bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, no último dia 14, deve receber alta hoje do Hospital Maternidade Moura Tapajós, junto com a mãe, uma dona de casa de 27 anos, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). 

A avó do menino, Maria*, que está cuidando dos outros três filhos da dona de casa, está com tudo preparado para receber o novo membro da família que, de acordo com a determinação do Ministério Público Estadual (MPE), deve ficar com a família da mãe, apontada como a responsável pelo abandono, mas sob o acompanhamento da Justiça.

As roupinhas doadas para o bebê na maternidade foram lavadas e guardadas pela avó, que aguarda ansiosa pela chegada da criança e do fim dos dias de angústia. Como a mãe do bebê escondeu a gravidez, a família não preparou o quarto e, por enquanto, o bebê vai dormir junto com a avó. “Fomos pegos de surpresa, mas ele vai ser muito bem recebido, como todos os netos foram”, disse a avó. 

De acordo com Maria, a filha sempre foi uma boa mãe e  nunca maltratou as filhas, mas durante os meses de gravidez, ela notou uma diferença no comportamento dela. “Ela sempre foi uma mãe atenciosa, mas  andava triste nos últimos tempos. Mãe conhece o filho e eu sempre perguntei se estava grávida, mas ela negou”, acrescentou Maria. 

Ainda de acordo com Maria, o comportamento da filha pegou todos que a conhecem de surpresa, porque ela sempre falou em ter um filho, mesmo tendo três filhas. A avó do bebê explicou que falou com a filha somente durante audiência, no Juizado da Infância e Juventude, e que ela contou que estava bem e amamentando o bebê, que ainda não teve o nome escolhido. “Tenho certeza que ela se arrependeu e que ama o bebê, como ama as filhas”, comentou.

Segundo Maria, nos dias em que a filha esteve internada  na maternidade, ela tem feito de tudo para manter a rotina das outras netas, apesar de todas as dificuldades que ela enfrenta com a própria saúde. “Sou diabética e, por conta do nervoso dos últimos dias, tenho me sentido mal, mas a família vai superar esse momento, junto com o bebê”, declarou Maria, esperançosa.

*Nome fictício

Publicidade
Publicidade