Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2019-03-20_at_16.22.11_5AC7BD4F-123B-4E79-B06F-4D042FE8CA15.jpeg
publicidade
publicidade

INVESTIGAÇÃO

Bebê de 13 meses com Síndrome de Down e sinais de estupro morre na Zona Leste

Mãe da menina é esquizofrênica e pediu ajuda em um posto do Ministério Público. Segundo delegada, a genitora não soube dar informações coerentes sobre o fato e é suspeita do crime


20/03/2019 às 16:41

A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) iniciou, nesta quarta-feira (20), investigação sobre um possível estupro de vulnerável cometido contra uma bebê com Síndrome de Down, de apenas um ano e um mês, que morreu pela manhã. A mãe da criança, de 41 anos, entrou no shopping Cidade Leste, na Zona Leste de Manaus, e pediu ajuda em um posto da Ouvidoria do Ministério Público do Amazonas (MPAM).

De acordo com a delegada titular da Depca, Joyce Vianna, a mãe entrou e logo abriu a fralda da bebê, mostrando o possível abuso. A delegada informou que há indícios fortes de estupro e não descarta a possibilidade da própria genitora ter cometido o ato. Segundo Vianna, a mãe é esquizofrênica e não soube dar informações coerentes sobre o caso.

"Nós fomos acionados pelo MPAM de que uma mãe havia entrado no shopping com uma bebê e mostrado as partes íntimas, alegando que ela havia sido abusada. Há indícios, eu vi e chorei, já pedi laudos e exames prévios para confirmar", explicou a delegada, acrescentando que há possibilidades de a mãe ser a autora e que algum objeto também tenha sido introduzido no ânus da bebê.

A avó e uma tia da mãe foram ouvidas na sede da delegacia e o caso segue sob investigação. Segundo a delegada, a criança também tinha problemas cardíacos e apresentava quadro de pneumonia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, fez os procedimentos de reanimação, mas a bebê não resistiu.

Criança teve convulsão em posto do MPAM

O MPAM divulgou nota sobre o caso, onde conta que a bebê chegou viva ao posto na Zona Leste de Manaus.

“Na mesma hora, a criança começou a apresentar convulsão para a qual foi chamada a brigada de emergência do referido centro de compras. A equipe especializada fez o atendimento emergencial, chamou uma ambulância do SAMU, porém a criança veio a óbito ainda no local”, relata o Ministério Público no comunicado em que também fala sobre o acompanhamento judicial do caso.

“O MPAM, por intermédio de sua Ouvidoria, informa que estará acompanhando o caso e espera o recebimento da denúncia a ser formulada pela Polícia Civil, conforme preceitua a Lei Processual”, finaliza o órgão.

 

*Notícia atualizada às 17h46 para acréscimo da nota do Ministério Público do Amazonas.

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Celebrações religiosas marcam Sexta-feira da Paixão na Catedral de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.