Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
DRAMA FAMILIAR

Bebê filho de adolescente estuprada pelo pai é encontrado morto na ‘Cidade das Luzes’

Criança tinha um mês de vida. Morte do bebê e ação do homem de 40 anos que estuprava a filha de 15 serão investigados pela Polícia Civil



WhatsApp_Image_2019-02-23_at_09.42.51_549AAB94-4DC9-4B40-8FE1-9AE2C84393F2.jpeg Foto: Winnetou Almeida
23/02/2019 às 10:22

Um bebê de um mês foi encontrado morto na manhã deste sábado (23) em torno das 6h da manhã dentro de uma casa na rua Saturno, região conhecida como "Cidade das Luzes", no bairro Tarumã Açu, Zona Oeste de Manaus. A criança, segundo a família, é fruto de estupro que o pai, com 40 anos de idade, praticava contra a filha de 15 anos.

Segundo a Polícia Militar (PM), o bebê, que nasceu de sete meses, estava tendo acompanhamento na Maternidade Moura Tapajós e tomava remédios constantemente. O sargento Fabiano Santos, um dos oficiais que atendeu a ocorrência, explicou que a mãe do menino acordou para dar o medicamento ao filho quando o encontrou sem vida.

"Ela disse que o tentou reanimar, mas ele já estava ficando molinho e roxo. Foi quando acionou o 190", disse. A Polícia Militar foi chamada em torno das 7h40 de hoje. A adolescente de 15 anos, emocionada, confessou que o pai a estuprava desde os dez anos.

Apesar de a família acreditar que o bebê fosse de um possível namorado, a adolescente confirmou: "O filho é do meu pai". Segundo ela, a criança ia completar dois meses no próximo dia 2 de março.

Parentes e vizinhos estavam na casa da vítima para apoiá-la e disseram que no histórico do pai é comum deparar-se com relações incestuosas. Na madrugada do dia 3 de janeiro deste ano, por exemplo, o homem foi espancado por moradores da rua minutos após ter tido relações sexuais com a outra filha, de sete anos.

Nesse dia, a ex-esposa dele, disse que estava com a adolescente de 15 anos na maternidade dando à luz. Vizinhos disseram que o homem foi levado pela PM e conduzido à penitenciária nesse mesmo dia, mas não souberam dizer se ele ainda estava preso.

A Polícia Civil deve investigar o caso e abrir um inquérito policial para investigar os atos do homem. O Instituto Médico Legal (IML) foi à residência da família para a remoção do corpo da criança. Preliminarmente o óbito foi indicado como com causa desconhecida, segundo autoridades que estavam no local.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.