Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
Manaus

Beneficiado por saída temporária da prisão que estava foragido é recapturado nesta sexta (04)

Francisco Silva de Souza, 37, será encaminhado novamente ao Compaj, e será submetido a julgamento. Presidiários que não cumprem as regras da saída temporária perdem automaticamente o benefício



1.jpg
De acordo com a polícia, ele não resistiu à prisão
13/01/2013 às 12:01

Policiais militares da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) efetuaram, por volta das 9h desta sexta (04), a recaptura de Francisco Silva de Souza, 37. De acordo com a Polícia Civil, ele estava foragido do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) desde o dia 25 de dezembro, quando havia sido liberado para passar o Natal em casa mas acabou não voltando à unidade prisional no prazo estipulado pela Justiça.

A liberação temporária é dada a prisioneiros que possuem bom comportamento e isenção de crimes hediondos. De acordo com a Polícia Civil (PC), os policiais da 20ª Cicom realizavam o patrulhamento de rotina quando recapturaram Francisco.

Ao chegarem no bairro Tarumã, na Rua Sapucaia, os policiais militares encontraram Francisco na frente da casa da mãe e constataram que ele era um dos beneficiários pela saída de Natal que não tinha retornado ao Complexo Penitenciário. Ele não reagiu à prisão.

Conforme a PC, Francisco foi condenado a 9 anos e 6 meses por tráfico de entorpecentes, e já havia cumprido pena de 3 anos, o que o fez ter direito de usufruir da saída temporária. Por ter violado as regras, o infrator está sujeito ao aumento da pena e, a partir de agora, a cumprirá em regime fechado.

Francisco foi encaminhado novamente ao Compaj e será submetido a julgamento. Presidiários que não cumprem as regras estabelecidas para as saídas temporárias perdem automaticamente o benefício. O caso foi registrado no 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.