Publicidade
Manaus
Manaus

BID financia R$ 140 milhões para Prefeitura de Manaus investir na construção de escolas municipais

Prefeitura de Manaus fecha empréstimo com Banco Interamericano de Desenvolvimento para pagar em cinco anos que serão usados para a construção de ao menos sete creches, 13 centros municipais de educação infantil e 13 escolas municipais de ensino fundamental 26/12/2014 às 09:33
Show 1
Secretário da Semed, Humberto Michilles, aposta da melhoria dos ensinos Infantil e Fundamental com a parceria firmada com o BID
Redação Manaus (AM)

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) investirá US$ 52 milhões (mais de R$ 140 milhões) para apoiar o Projeto de Expansão e Melhoramento Educativo da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem), com o objetivo de expandir a cobertura e melhorar a qualidade da educação no ensino infantil e fundamental da rede de escolas municipais de Manaus. Esta iniciativa possibilitará a abertura de mais 6,5 mil vagas na educação infantil e de 1,2 mil vagas em creches, ao mesmo tempo em que melhorará a qualidade da educação nos níveis infantil e fundamental e fortalecerá a capacidade de gestão da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O Proemem  destinará quase US$ 30 milhões (mais de R$ 80 milhões) para a construção de 7 creches, 13 centros municipais de educação infantil e 13 escolas municipais de ensino fundamental. Além disso, contribuirá para substituir escolas que utilizam instalações alugadas e em más condições.

O programa também apoiará a melhora da qualidade da educação fundamental com a elaboração e implantação de programas de aceleração da aprendizagem por meio de reforço escolar para alunos com resultados acadêmicos mais baixos. Financiará ainda a reformulação dos concursos de ingresso à profissão docente e seu período de teste e fortalecerá os processos de seleção e capacitação dos formadores de professores.

Manaus apresenta grandes desafios em sua rede escolar. Seu Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que mede se os estudantes alcançaram as competências básicas e se avançaram no ciclo escolar, foi de 4,1 para o primeiro ciclo do Ensino Fundamental e de 3,1 para o último ciclo em Manaus, enquanto a média do Brasil é de 4,7 e 3,8. Além disso, na Prova Brasil aplicada em 2011, apenas 33% das crianças do 5º ano haviam adquirido as competências adequadas em português e somente 23,4% em matemática. Esses números são significativamente inferiores à média brasileira, de 40 e 36,3 por cento, respectivamente.

O empréstimo do BID tem prazo de 25 anos, com período de carência de 5,5 anos e taxa de juros baseada na LIBOR. Por seu lado, a Prefeitura de Manaus contribuirá com cerca de US$ 62 milhões adicionais para este projeto.

Parcerias para educação de qualidade

De acordo com informações do secretário municipal de Educação, Humberto Michilles, a conversa com representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) rendeu bons frutos e acredita no fortalecimento da educação de base e infantil. “O BID acatou e aceitou a proposta da prefeitura para a construção de 26 novas escolas. São escolas no outro padrão, no outro nível. Serão 13 escolas para a Educação Infantil e 13 escolas para o Ensino Fundamental. Serão Cmeis (centros municipais de educação infantil) e Emefs  (Escolas municipais de Ensino Fundamental) no mesmo local, com quadra, auditório e refeitório”, enfatizou o secretário.

Parte do contrato com o BID, conforme informou Michilles, a Semed está tomando todas as providências . Ele ressalta que os prédios não serão apenas “bonitos” e por isso busca parcerias, além do banco interamericano, com o Instituto Ayrton Senna e mantém conversa com o Google, que se coloca como parceiro da Semed na busca de construir uma educação de qualidade. 

“Temos que ter escola em que os alunos não apenas frequentem, mas que eles efetivamente aprendam”, finalizou o secretário da Semed.

Fortalecimento

O secretário municipal de Educação, Humberto Michilles, destacou que o investimento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vai melhorar a qualidade da educação nos níveis infantil e fundamental e também vai fortalecer a capacidade de gestão da Semed com a construção de 13 Cmeis e 13 Emefs. Além disso, está prevista construção de sete creches. O projeto vai contribuir, ainda, para substituir escolas que utilizam instalações alugadas.


Publicidade
Publicidade