Publicidade
Manaus
Manaus

Blitz da Sefaz fecha comércios da Zona Leste de Manaus

De acordo com o chefe de fiscalização da Sefaz, Dario Braga Paim, a blitz teve como objetivo verificar a movimentação do comércio e reduzir as irregularidades no segmento varejista 19/10/2013 às 11:52
Show 1
Fiscalização surpresa da Sefaz fecha comércio no centro de Manaus
Sara Matos Manaus, AM

Pelo menos 20 estabelecimentos foram fechados neste sábado (19) pela Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (SEFAZ-AM) na Avenida Hilário Gurjão, conhecida como Avenida do Fuxico, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste da capital. A ação faz parte de um planejamento da secretaria de manter constante vigilância em pontos de alta movimentação comercial em Manaus.

De acordo com o chefe de fiscalização da Sefaz, Dario Braga Paim, a blitz teve como objetivo verificar a movimentação do comércio e reduzir as irregularidades no segmento varejista. “Nossa intenção por meio das blitz é reduzir em 20% essas irregularidades. A fiscalização faz parte de um planejamento da secretaria e acontece de maneira regular, a gente vem realizando várias blitz, já realizamos algumas no centro da cidade, em alguns shoppings e dessa vez no Jorge Teixeira, onde também tem um grande fluxo comercial”, relatou Dario.

Ainda segundo o chefe de fiscalização da Sefaz, a fiscalização começou por volta das 8h deste sábado e nos primeiros trinta minutos foram lacrados dois estabelecimentos que não possuíam inscrição estadual e nenhum documento exigido para que funcionassem regularmente junto ao Estado. As principais irregularidades, segundo Dario, são a ausência de inscrição estadual e documentos fiscais. Participaram da blitz no Jorge Teixeira, 16 auditores fiscais.

“Nesse primeiro momento, nós apenas lacramos os estabelecimentos, a verificação da mercadoria será realizada somente depois que o contribuinte regularizar sua situação junto à secretaria, quando formos ao estabelecimento depois que o contribuinte nos procurar, iremos fazer a fiscalização de todas as mercadorias também”, explicou. Paim informou também que foi realizada uma campanha recentemente por meio da mídia, onde o órgão chamou atenção dos contribuintes para que se regularizassem a situação cadastral na Sefaz.

Publicidade
Publicidade