Publicidade
Manaus
zona leste

Blitz descobre consultórios odontológicos que operavam sem licença nem higiene

Ação realizada pelo Departamento de Vigilância Sanitária da Semsa na manhã desta sexta-feira (8) encontrou irregularidades em quatro dos cinco estabelecimentos inspecionados 09/04/2016 às 03:35
Show lhkljklkl
Foram constatadas, em todos eles, várias irregularidades que oferecem risco à saúde dos pacientes dos estabelecimentos (Foto: Antônio Menezes)
Silane Souza Manaus (AM)

Dos cinco consultórios odontológicos fiscalizados nesta sexta-feira (8) por equipes do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus), na avenida Autaz Mirim, Zona Leste, quatro estavam funcionando sem a licença sanitária emitida pelo órgão e o quinto apresentou um protocolo de solicitação do documento.

Também foram constatadas, em todos eles, várias irregularidades que oferecem risco à saúde dos pacientes dos estabelecimentos. Os estabelecimentos terão um prazo de três dias para apresentar defesa.

De acordo com a gerente de Vigilância Sanitária e Serviços da Visa Manaus, Hingrid Corrêa, todos os consultórios apresentaram irregularidades quanto ao fluxo de esterilização, dois tinham uma máquina de raios-X panorâmico sem a documentação do levantamento radiométrico e três tinha higienização inadequada. Além disso, também foram encontrados em todos os estabelecimentos fiscalizados equipamentos odontológicos sem manutenção.

Para Hingrid, os problemas verificados são muito graves, pois podem acarretar em doenças sérias à população que utiliza esse tipo de serviço. “O material sendo usado de um paciente para outro sem ser esterilizado ou com esterilização inadequada pode causar doenças graves, como infecções bucais. E esse foi um dos maiores riscos que nós encontramos nos consultórios odontológicos fiscalizados. As irregularidades mais comuns foram nos setores de higienização e esterilização”, destacou.

Denúncias

A gerente de Vigilância Sanitária e Serviços ressaltou que a própria população também pode ajudar, denunciando a falta de higiene do consultório e de licenciamento sanitário, que deve estar fixado em lugar visível.

Da mesma forma, é preciso prestar bastante atenção no material utilizado, se está bem embalado, se foi esterilizado. “Caso haja algum tipo de irregularidade a pessoa pode denunciar por meio do telefone 0800.092.0123”, destacou.

Apesar das irregularidades, nenhum consultório foi fechado, pois a blitz da Visa Manaus era de caráter educativa. No entanto, os estabelecimentos que estavam funcionando sem licença sanitária foram autuados e terão um prazo de três dias para apresentar defesa, assim como os demais que apresentaram problemas.

Após isso, será aberto um processo administrativo, que pode resultar em multa que varia de 1 a 100 Unidades Fiscal do Município (UFMs), de R$ 92,97 a R$ 9,2 mil, para os casos da falta de licenciamento.

Exigências

De acordo com o Departamento de Vigilância Sanitária (VIsa Manaus), consultórios médicos e odontológicos são estabelecimentos de prestação de serviços que devem atender às exigências sanitárias como forma de proteção tanto aos pacientes como ao próprio profissional.

O local precisa estar limpo, iluminado, com boa ventilação e os profissionais de saúde devem usar uniformes de proteção, sem adereços e com as mãos limpas e unhas cortadas.

O profissional deve usar luvas descartáveis quando o exame realizado tiver contato com saliva, sangue e/ou secreções. E os materiais usados para tratamento, curativos e exames de sangue devem ser descartáveis ou adequadamente esterilizado.

Publicidade
Publicidade