Publicidade
Manaus
Manaus

Boato: tentativa de assalto ganha versões e vira falso sequestro de crianças no Lírio do Vale

Por conta de boatos espalhados pelo WhatsApp, pais e mães estão aterrorizados e estão até deixando de sair com seus filhos paras as ruas da região 13/06/2015 às 14:26
Show 1
Jovem de 16 anos atacada por Siena conta que jamais existiu outras crianças
acritica.com Manaus (AM)

Uma onda de falsos sequestros contra crianças está aterrorizando moradores do Lírio do Vale, na Zona Oeste de Manaus. O boato se espalhou pelas ruas do bairro e em redes sociais.

Por conta disso, pais e mães estão deixando de sair com seus filhos paras as ruas da região. O caso ficou mais grave quando surgiu uma ocorrência, na última quarta-feira (10), de que um Siena, de cor branca e placa não identificada, raptou duas crianças das mãos da mãe.

Segundo os boatos, o homem saiu do carro, apontou a arma para a cabeça da mãe e arrastou as meninas a força para dentro do veículo. Porém, a reportagem do MANAUS HOJE foi até o local onde o ocorreu o fato, na rua Ipanema, bairro Lírio do Vale 2, e constatou que a história não é bem essa. No local, muitos moradores estão com medo de saírem com suas crianças.

O MANAUS HOJE conversou com uma estudante de 16 anos que foi a vítima do Siena Misterioso. A jovem relatou que saiu de casa para ir à escola, quando foi abordada por quatro homens dentro do veículo. De acordo com ela, um dos suspeitos pediu a sua bolsa, porém ela se negou a dar. Em seguida, após se negar a dar a mochila, o suspeito ficou furioso e tentou arrastá-la à força para dentro do carro.

Ainda segundo seu depoimento, um amigo, identificado apenas como William, passava no momento do fato e salvou a estudante. “O cara veio com um pano para colocar no meu rosto e o meu amigo que estava passando na hora gritou e os caras resolveram fugir”, disse a jovem, ao revelar que, antes de partir, um dos suspeitos disse “guarda esse dia”. Ela contou também que viu uma menina desacordada no banco de trás.

Delegada reforça que é só boato

A delegada Linda Glaucia, titular da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), afirmou por telefone, na tarde de ontem, que o boato não procede.

De acordo com ela, nenhuma queixa ou boletim de ocorrência foi registrado na unidade policial ou em qualquer outro Distrito Integrado de Polícia (DIP).

“Eu já procurei e não achei nenhum registro de sequestro tanto aqui na Depca quanto em outros DIP´s”, disse. Contou também que, pela história contada à ela pelo MANAUS HOJE, a princípio foi uma tentativa de roubo.

Publicidade
Publicidade