Publicidade
Manaus
Manaus

Bombeiros e familiares procuram motorista desaparecido

Segundo familiares, Antônio Valdecir Melo Trindade, de 47 anos, tinha depressão, labirintite e costuma ter quadro de esquecimento quando entra em crise; ele foi visto pela última vez no balneário do Tarumã, Zona Oeste de Manaus 16/07/2013 às 21:09
Show 1
Antônio Valdecir Melo Trindade desapareceu na Zona Oeste de Manaus
Bruna Souza Manaus (AM)

Após três dias de buscas, quatro amigos continuam perdidos em uma área de mata fechada no município de Rio Preto da Eva (localizado 80 quilômetros de distância de Manaus). A informação foi repassada pelo Corpo de Bombeiros do Amazonas no começo da noite desta terça-feira (16); uma equipe com cinco militares continua as buscas no local. Outro homem passou a ser procurado pelos bombeiros após desaparecer, quando saiu de casa para caminhar nas proximidades de uma área isolada, situada no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

No mesmo dia do desaparecimento do quarteto, o motorista Antônio Valdecir Melo Trindade, de 47 anos, também sumiu depois de sair de sua residência, localizada na rua Dona Otília, bairro Campos Salles, para caminhar. Segundo a dona de casa Maria Socorro Veras, o marido estava passando por um momento de depressão, tem labirintite e costuma ter esquecimento quando entra em crise.

“Estamos procurando o Antônio por todos os lugares. Ele fica esquecido quando entra em crise e pode ter acontecido isso. Ele não bebe, não fuma e é um homem que vive na igreja, mas está passando por problemas de saúde. Um conhecido disse que o viu perto do balneário do Tarumã e estamos muito preocupados”, declarou.

Uma equipe com três bombeiros foi encaminhada para fazer as buscas nas áreas do bairro Tarumã, além de sobrevoos nas proximidades das praias da Canoa Quebrada e Timbaú estão sendo realizados diariamente.

Quarteto

Depois de saírem de Manaus e visitarem um terreno que estava disponível para compra no ramal ZF 7 no sábado (13), Adalton Viana, 32, Rodrigo Pedrosa, 26, Gleydson Joaquim da Costa, 19, e Rodrigo Araújo, 18, desapareceram quando tentaram explorar a mata ao redor do local. Familiares das vítimas ficaram no terreno e acionaram a polícia após perceberem que o quarteto não havia retornado. Até o fim desta terça-feira (16), as vítimas não foram encontradas no local que faz divisa com o município de Presidente Figueiredo.

 

Publicidade
Publicidade