Domingo, 26 de Maio de 2019
Manaus

Borracharia ‘delivery’ é uma boa opção para os momentos de aperto no trânsito

O estudante de administração Ednilson Júnior inovou com ideia do serviço 24 horas para motoristas 



1.jpg
Júnior usou a ideia de montar uma borracharia móvel durante um trabalho da faculdade e ali percebeu que o negócio era viável e poderia ser uma opção de mercado
06/07/2015 às 09:05

Foi observando a necessidade das pessoas ao seu redor que o estudante de administração Ednilson Júnior, de 29 anos, descobriu um nova forma de negócio: montar uma borracharia móvel para socorrer pessoas com problemas nos pneus. Esta ideia surgiu ainda em 2006, quando ele trabalhava como manobrista em uma concessionária de veículos e sempre socorria os colegas em situações complicadas. “Eu percebi que não existia serviço de borracharia delivery e pensei que poderia ser uma opção de trabalho”, contou Júnior.

Ele precisou ter paciência para pôr em prática sua ideia. Só em 2012 Ednilson teve coragem de compartilhar sua ideia, quando usou a “borracharia delivery” como tema de um trabalho na faculdade e viu que a inovação foi muito bem recebida pelos colegas. “No início, fiquei com vergonha de expor minha sugestão, mas depois com o trabalho pronto, muita gente ficou perguntando quando eu ia colocar o serviço à disposição. Ali, eu percebi que esse negócio poderia dar certo”, disse Júnior, que a partir daquele momento, começou planejar como seria sua borracharia.

Então em 2014, ele juntou dinheiro e vendeu uma moto, para dar entrada numa picape Ford F1500 e equipá-la com as ferramentas e acessórios necessários para começar a realizar os serviços. Somente em fevereiro deste ano a borracharia móvel de Júnior saiu literalmente do papel e deixou de ser uma ideia que até ele achava meio “maluca”, para se tornar uma realidade. “Estou no início ainda, divulgando aos poucos meus serviços e dividindo o trabalho da borracharia com o meu emprego como operador de máquinas no porto, mas, tenho certeza que esse meu projeto vai ser minha independência financeira”, prevê.

Foto: Evandro Seixas 

Júnior conta ainda que o que lhe move a investir no ramo é a possibilidade de poder ajudar as pessoas no momento de crise. Ele já firmou algumas parcerias com borracharias convencionais, para conseguir resolver problemas mais complexos. Entre os serviços disponibilizados pela borracharia móvel de Júnior, estão a troca e remendos simples de pneus furados (segundo ele muito usado por mulheres), auxilar de partida (chupeta) e o principal. que é socorrer quem está com pneus vazios nas ruas de Manaus.

Além de oferecer um serviço diferenciado, Júnior conta que o valor cobrado é de acordo com a distância, horário e complexidade do atendimento. “Às vezes estou perto e o serviço é tão simples, que só cobro um valor simbólico”, garante. Os preços cobrados por ele variam entre R$ 5 e R$ 50.

Investimentos primordiais

Para realizar o sonho Ednilson Júnior, investiu aproximadamente R$30 mil para comprar a caminhonete, um compressor de 200 volts, além de pistolas, mangueiras e outras ferramentas prioritárias para atendimento dos clientes em situações de crise.

O compressor a diesel é o que faz com que a borracharia funcione. Com ele, é possível calibrar pneus, auxiliar partidas, carregar parafusadeiras e recarregar baterias de clientes que estejam “no prego”.

Júnior realiza atendimento 24 horas, em toda a cidade, mais informações e serviços pelo telefone 99433-9800. 



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.