Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
Manaus

Briga de família termina com a morte de empresário em Manaus

De acordo com o irmão da vítima, o crime aconteceu após a sua namorada fugir de casa após uma briga com seu padrasto e irmão



1.jpg Familiares de Paulo Cesar Santos Xavier foram até o 19° DIP registrar o ocorrido
30/10/2013 às 12:32

O empresário Paulo Cesar Santos Xavier morreu após se envolver em uma briga de família na noite desta terça-feira (29), na loja de seu irmão localizada na Avenida Campos Sales, no Tarumã, na Zona Norte de Manaus.

De acordo com Petrônio Cesar dos Santos Xavier, irmão da vítima, o crime aconteceu após a sua namorada, identificada somente como Thayla, fugir de casa após uma briga com seu padrasto José Lindomar de Souza e seu irmão Rodrigo Moura Paulo que tentaram agredi-la.



Ainda de acordo com Petrônio, tentado escapar da agressão, Thayla foi até a autopeças dele pedir por socorro. Com a resistência de Thayla em voltar para casa, José Lindomar e Rodrigo Moura invadiram o local com um veículo, um corsa sedan azul. Paulo Cesar foi atropelado e teve a perna machucada.

Petrônio afirma ainda, que conseguiu salvar a namorada, mas para se defender travou uma luta corporal com os familiares da namorada, que aferiram três facadas em Paulo Cesar que não conseguia se mover por estar com a perna ferida.

Após o crime, os acusados fugiram do local. Paulo Cesar chegou a ser levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Galiléia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O irmão da vítima contou que depois do ocorrido, parentes fizeram ameaças para que nenhuma denúncia contra José Lindomar e Rodrigo Moura fosse feita.

A dupla foi presa e encaminhada ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde ficam a disposição da justiça.

*Leia mais na edição impressa do jornal A Crítica desta quinta-feira (31).

** Com informações da jornalista Bruna Souza.



Mais de Acritica.com

5 Dez
VOTA__O_F1F1F946-A393-46D6-9DC2-9F80764F9CB4.JPG

Deputados aprovam texto-base do pacote anticrime

05/12/2019 às 09:21

Entre os pontos que constam no PL estão o aumento de 30 anos para 40 anos no tempo máximo de cumprimento da pena de prisão no país e o aumento da pena de homicídio simples, se envolver arma de fogo de uso restrito ou proibido.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.