Publicidade
Manaus
Manaus

Briga durante festa termina em morte no bairro da Paz

Após uma hora depois da briga, os três homens voltaram até a rua onde acontecia a comemoração em veículo e atiraram contra os convidados 10/11/2013 às 12:34
Show 1
O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), localizado na Zona Norte de Manaus
Bruna Souza Manaus, AM

Moisés Maciel Ferreira, 34, morreu e mais duas pessoas ficaram feridas depois de uma briga durante uma festa de aniversário na madrugada deste domingo (10), na rua Henock Reis, bairro da Paz, Zona Centro-Oeste de Manaus. De acordo com a polícia, populares informaram que as vítimas e os suspeitos, que são amigos, bebiam juntos na frente de uma casa quando a bebida acabou e iniciaram uma discussão para definir quem pagaria a rodada de cerveja. Depois de uma hora, três suspeitos retornaram ao local em um carro e atiraram contra os convidados.

Os policiais militares da 17ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS), por volta das 5h, primeiramente para apartar uma briga. Na casa, os familiares de Moisés informaram que três homens, entre eles um identificado como Adriel Amorim Ribeiro, haviam iniciado uma discussão que terminou em ameaça de morte. A guarnição fez ronda pela área, mas os suspeitos não foram encontrados.

Após uma hora, os três homens voltaram até a rua onde acontecia a comemoração em um veículo modelo Chevrolet Celta, de cor vermelha e placas na identificadas, e atiraram contra os convidados que ainda permaneciam em frente a casa. No total, três pessoas foram atingidas e Moisés, que foi atingido com um tiro na cabeça, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu as outras duas vítimas, que não tiveram os nomes revelados. Os policiais militares com o apoio da Polícia Civil continuam as buscas pelos suspeitos.

O corpo de Moisés foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e está sendo velado nesta manhã na mesma rua onde aconteceu o crime. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o caso.

Publicidade
Publicidade