Publicidade
Manaus
Manaus

Briga e agressão física entre torcedores de Nacional e Fast Clube vira caso de polícia

Torcedores do Fast Clube teriam roubado faixas do Nacional que estavam anexadas na grade exterior do estádio Arena da Amazônia e ainda agredido um torcedor 22/02/2015 às 17:53
Show 1
Momento em que torcedores do Fast desceram de ônibus para retirar bandeira do Naça de frente da Arena
Kelly Melo ---

Integrantes da torcida organizada do Nacional Futebol Clube, o Narraça, acusam de agressão e desrespeito os torcedores do Fast Clube, o Fast Jovem. A confusão teria ocorrido neste sábado (21), em frente à Arena da Amazônia, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

Segundo torcedores nacionalinos, os adversários teriam roubado faixas do Naça que estavam anexadas na grade exterior da Arena e de ter agredido fisicamente um torcedor. Eles registraram um boletim de ocorrência no 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Alvorada.

De acordo com o torcedor Wilson Machado, a torcida Narraça fazia uma ação para divulgar o jogo deste domingo (22), quando os torcedores fastianos, que vinham do estádio da Colina, onde o Fast encarou e venceu o Iranduba por 4x1, passaram pelo local em um ônibus alugado.

Ainda segundo Wilson, oito torcedores do Fast desceram do ônibus e arrancaram as faixas do Nacional penduradas nas grades da Arena. Os torcedores do Naça foram tomar satisfação e os fastianos agrediram Rudson de Souza Silva, até jogá-lo no chão.

Depois disso, os agressores fugiram. “Nós fomos à delegacia e registramos um B.O. Também solicitamos as imagens do CIOPS para identificar esses torcedores e, posteriormente, processá-los”, afirmou Wilson Machado, que classificou a atitude dos rivais como covarde.

Por telefone, o presidente do Nacional, Mário Cortez, também repudiou a confusão. “Isso não é coisa de torcedor, mas sim de marginal”, disse Cortez.  A diretoria do Fast Clube foi procurada pela reportagem, mas ninguém atendeu as ligações. Imagens de câmeras de vigilância ajudarão no caso.

Publicidade
Publicidade