Publicidade
Manaus
Manaus

Buracos nas ruas fazem donos de automóveis pagarem até R$ 1 mil em oficinas especializadas

Proprietários de veículos sofrem com o abandono das vias públicas que estão cheias de buracos, no bairro Nova República 06/01/2015 às 10:31
Show 1
Sem uma ação da prefeitura ou do estado os moradores do bairro Nova República levarão o caso ao Ministério Público
Cynthia Blink Manaus (AM)

Toda semana a professora Mirteles Bastos precisa desembolsar R$ 100 para balancear e alinhar o carro dela. A ida recorrente a oficina acontece por conta dos buracos existentes no bairro Nova República, na Zona Sul de Manaus, onde a professora mora há mais de 20 anos. "É imposível desviar dos buracos. A gente foge de um e cai no outro", reclama a professora.

Mas, a realidade é que dirigir em uma pista de obstáculos e faturar prejuízos no bolso não é exclusividade dos moradores do Nova República, por isso, criamos a #BuracoNaRuapara você denunciar o estado em que estão as vias por onde é obrigado a passar diariamente. Não esqueça de informar a rua e o bairro - basta publicar a foto nos comentários dessa matéria no Facebook ou com a #BuracoNaRua no Twitter ou Instagram.

R$ 1 mil de prejuízo

O dono de um veículo pode chegar a gastar até mil reais a cada 5 mil Km rodados por culpa dos buracos nas vias da cidade, de acordo com  André Luiz Possato, o proprietário da oficina Auto Center Pinheirão, localizada na Zona Centro-Oeste.

“É necessário fazer o balanceamento e alinhamento, mas antes é preciso se certificar que está tudo bem com o kit amortecedor, braço axial, ponteira de direção, pivô e a bioleta”, explica.

Somente para realizar o alinhamento e balanciamento é preciso desembolsar de R$ 100 a R$ 120, mas se as outras peças estiverem comprometidas, dependendo do modelo do carro, todo o reparo, incluindo material e mão de obra, pode custar de R$ 700 a R$ 1 mil.

Ministério Público

Sem esperança de uma solução por parte da prefeitura de Manaus ou do estado do Amazonas os moradores do bairro Nova República estão se mobilizando para denunciar a situação ao Ministério Público. "Não queremos buracos asfaltados, queremos que eles sumam", esclarece a professora Mirteles Bastos.

Enquanto os veículos enfrentam obstáculos no bairro Nova República, os pedestres são impedidos de usar a calçada ou a beira da rua para se deslocar, já que o mato e o lixo dominam o espaço. A única forma de caminhar é nas ruas, juntamente com os carros.

A cena se repete em outros bairros, como o Nova Cidade, na Zona Norte. Até o fechamento dessa matéria a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) não comentou o caso.


Publicidade
Publicidade