Publicidade
Manaus
Manaus

Buracos nos asfaltos expões motoristas de Manaus a riscos

Ritmo de obras nas ruas e avenidas da cidade não acompanha o surgimento de buracos, desníveis e outras irregularidades 14/11/2014 às 10:03
Show 1
Na Zona Norte, assim como na Leste, os buracos e desníveis do asfalto atrapalham o trânsito e irritam motoristas, que usam até placas para alertar sobre o problema
Juliana Geraldo ---

O asfalto de algumas vias da cidade, em especial nas zonas Norte e Leste, tem deixado muito a desejar. Mesmo com constantes obras de recapeamento e operações ‘tapa-buraco’, os motoristas de Manaus ainda enfrentam verdadeiros obstáculos nas ruas e avenidas, que estão desniveladas e causam prejuízos e risco à segurança de condutores e passageiros.

Na avenida Ramos D, em frente à Escola Estadual José Bernadino Lindoso (Quarentão), na Cidade Nova, Zona Norte, por exemplo, a situação é crítica. Alguns moradores já fizeram até placas para chamar a atenção de autoridades. O aposentado Luiz Carlos Vasconcelos, 58, contou que os buracos e irregularidades no asfalto sempre existiram, mas que os desníveis pioraram no último mês, agravados pelas chuvas.

“O recapeamento foi feito às pressas e de qualquer jeito. Não tiveram nenhuma preocupação de nivelar a rua. O resultado é a formação de verdadeiros ‘mondrongos’ na pista. Quando os carros passam em alta velocidade, se estiver chovendo, as casas e comércios que ficam na beira da pista ficam com as paredes encharcadas”, reclamou.

A comerciante, Fátima Souza, 52, que possui uma lanchonete na área, também reclamou do problema. Ela disse que além do desconforto, a situação tem causado prejuízos ao negócio. “Quando chove, o mostruário de salgados molha todo. Não posso nem colocar mesas do lado de fora pros clientes. Fora o cheiro que é péssimo”, queixou-se.

Os moradores da avenida, que apresenta irregularidade em vários outros pontos, chegaram a fazer placas para chamar a atenção das autoridades para o problema. “Penduramos placas com vários dizeres para ver se alguém olha para cá e resolve esse problema. Chega a ser perigoso continuar aqui”, emendou Luiz Carlos.

Zona Leste

Na avenida José Romão, que liga a Zona Leste à Zona Norte, se estendendo até o bairro Novo Aleixo, a pista também apresenta irregularidades. Mesmo com desníveis menores em relação aos encontrados na Zona Norte, a via apresenta vários buracos que podem enganar o motorista, provocando prejuízos ou mesmo acidentes, uma vez que os condutores invadem a outra pista para evitar as elevações.

O motorista Manuel Bezerra, 55, cobrou soluções nas ruas dos bairros e não apenas nas avenidas principais. “Nunca sofri um acidente por causa dos desníveis, mas os prejuízos já foram muitos. Pneus cortados e aros amassados são rotina. Assim o carro e o bolso não aguentam”, disse.

O proprietário da Borracharia Pit Stop, Sandro Nunes, 49, é um dos únicos que tem se beneficiado do problema. Ele diz que mais clientes têm frequentado o estabelecimento em busca de reparos para danos causados por buracos ou desníveis na pista. “É um prejuízo razoável. Se o pneu for cortado pela irregularidade da rua ou o aro amassar, o serviço pode variar de R$ 150 a R$ 200. Fora isso, há também gastos com suspensão, rolamento, entre outros.

Publicidade
Publicidade