Publicidade
Manaus
BURACOS

População cria estratégia criativa para conseguir que buracos sejam tampados

Moradores de vários bairros de Manaus têm plantado árvores e colocado placas em buracos para chamar a atenção da administração pública do município 05/05/2017 às 10:01 - Atualizado em 06/05/2017 às 13:03
Show buraco 6
Galhos de árvore jogados na avenida Comendador José Cruz, na comunidade Lago Azul, bairro Santa Etelvina, Zona Norte (Fotos: Euzivaldo Queiroz)
Silane Souza Manaus (AM)

Plantar árvores ou afixar placas em buracos e crateras que se formam nas ruas de Manaus tem sido a forma mais eficiente que os moradores encontraram para chamar a atenção da administração pública do município para o problema. Desta vez, a cena foi vista na avenida Peixe Cavalo, no bairro União da Vitória, Zona Norte, onde os populares colocaram uma placa não só para mostrar as péssimas qualidades da via, mas também para evitar acidentes. 

O mesmo apelo foi feito recentemente por moradores de bairros como Coroado, na Zona Leste, onde foi plantada uma bananeira, e Santa Etelvina e Mutirão, Zona Norte, onde uma bananeira e um açaizeiro foram plantados, respectivamente. Nestes casos, a ação resultou rapidamente na solução do problema pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). No União da Vitória, a placa colocada dentro do buraco na última terça-feira continuava no local até ontem. 

A placa feita com ripa de madeira e PVC foi utilizada pelos moradores para repercutir o problema dos buracos na principal avenida do bairro, visto que apenas entrando em contato com a Seminf o problema não é resolvido. “A região está esquecida pela prefeitura. E a única entrada e saída do bairro é esta avenida e ela toda está cheia de buracos. Está muito perigoso para pedestres e veículos que podem cair dentro deles”, disse o topógrafo José Augusto, 59.  

Outra avenida que está com asfalto em péssimas condições é a Comendador José Cruz, na comunidade Lago Azul, Zona Norte. Carros e ônibus precisam trafegar desviando-se dos inúmeros buracos que se formaram ao longo da via. A vendedora Márcia Silveira, 24, disse que está vendo a hora de os ônibus do sistema de transporte coletivo deixarem de passar pelo local. “A rua está feia. É buraco para todos os lados e até agora nenhuma das reivindicações dos moradores foi atendida”, disse. 

Em algumas ruas do conjunto Amazonino Mendes 2, Zona Norte, como a Antônio Leão, os moradores também tem dificuldades para trafegar com carro por conta dos buracos. A via se tornou um perigo para as crianças e idosos, na avaliação da dona de casa Adriana Dias, 36. “Muitas pessoas cairam porque a água fica acumulada dentro dos buracos deixando eles escondidos e o asfalto escorregadio. Todos os dias têm gente caindo”, afirmou. 

Outras no conjunto Ajuricaba, Zona Centro-Oeste, como a rua B31, as enormes crateras cheias de água também colocam em risco pessoas que por ali transitam. “A via está ficando quase intrafegável. E faz muito tempo que a nossa rua não recebe serviços de infraestrutura. A gente até se juntava e jogava entulho para amenizar o problema, mas agora nem isso dar jeito. Não sabemos mais a quem recorrer”, relatou a aposentada Izabel Rocha, 66.

Secretaria estabelece cronograma

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que está trabalhando nos bairros Alfredo Nascimento, Parque 10, São José 1, Puraquequara, Alvorada, Comunidade Assis e Mundo Novo executando serviços de infraestrutura em diversas ruas das localidades.

Para a segunda quinzena do próximo mês de junho, a Seminf está com programação agendada para os 23 núcleos da Cidade Nova, e mais as comunidades Renato Souza Pinto, Francisca Mendes, Riacho doce 1, 2 e 3; Campo dourado; Sergio Pessoa Neto, Osvaldo Frota e Canaranas. 

Quanto às demandas encaminhadas pela reportagem, a pasta informou que serão todas enviadas aos distritos de obras responsáveis pelas áreas para que possa avaliar a urgência do serviço e incluir na programação de melhorias de infraestrutura.

O subsecretário de Serviços Básicos da Seminf, Antônio Peixoto, disse que mesmo no período de chuvas, a pasta tem empenhado em atuar em vários bairros da cidade. “A determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto é que atuemos com várias frentes de trabalho e além do tapa-buraco, em trechos mais danosos estamos com o serviço de aplicação de rachão e brita para melhorar a sustentação do solo”, explicou.

Publicidade
Publicidade