Publicidade
Manaus
Manaus

Cabeleireiro é executado com quatro tiros na cabeça no bairro Cidade de Deus, ZN

A vítima, de 34 anos, estava a caminho de uma lan house quando foi abordada por dois homens a bordo de uma motocicleta e outros dois a pé, que chegaram já efetuando so disparos à queima-roupa - atingindo a nuca, cabeça e queixo do cabeleireiro 28/02/2016 às 14:28
Show 1
Apesar de não ter suspeitos ainda identificados, a mãe do cabeleireiro afirmou que há um tempo dois homens tinham ido até sua casa a procura do filho
Fábio Oliveira Manaus (AM)

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a morte do cabeleireiro Pedro Carvalho Cruz, de 34 anos. Ele foi executado com quatro tiros na cabeça, na rua Santos, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus, no fim da manhã de sábado (27).

De acordo com a mãe da vítima, a dona de casa Fátima Carvalho, 55, o filho foi morto a caminho de uma lan house. Ela informou que o filho iria imprimir uma conta de internet no estabelecimento. Porém, no caminho, foi abordado por dois homens em uma motocicleta não identitificada.

Segundo ela, os suspeitos chegaram e efetuaram quatro disparos a queima-roupa. Os tiros atingiram o queixo, nuca e a parte detrás da cabeça. Dois homens a pé deram apoio aos pistoleiros. A família ainda sabe a motivação do crime.

Porém, a mãe informou que, há pelo menos dois meses, o filho havia discutido com um homem, até o momento não identificado, por causa de um capacete. Segundo a dona de casa, o filho havia vendido o capacete e não havia recebido o pagamento.

"Ele vendeu esse capacete, mas esse homem, que não sei quem é, não pagou. Então eles discutiram e o que sei é que esse homem disse que iria matá-lo e eu ainda falei pro meu filho deixar essa dívida pra lá", disse a mãe.

A mãe do cabeleireiro afirmou também que há um tempo atrás dois homens tinham ido até sua casa a procura do filho. "Não sei como eles sabiam onde eu moro, mas não tenho a mínima ideia do que pode ter sido o motivo", disse. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).


Publicidade
Publicidade