Publicidade
Manaus
Manaus

Cabo da PM que matou programador por conta de copo de cerveja tem prisão decretada

O tiro que matou o programador Jonismar Silva, 42, foi disparado pelo cabo da PM durante uma churrascada com os amigos, no último sábado (23). Na fuga, o policial ainda atropelou um sargento da 12° Companhia Interativa Comunitária 29/01/2016 às 18:34
Show 1
O cabo da PM estava afastado para tratar de uma depressão
Kamyla Gomes Manaus (AM)

Foi decretada na manhã desta sexta-feira (29), a prisão do cabo da Polícia Militar Cláudio Marcelo de Pereira, 41, que já estava afastado da função. O PM foi o autor do tiro que matou o programador Jonismar Silva Andrade, 42, durante uma confraternização realizada no bairro Parque das Laranjeiras, na Zona Centro-Sul, na noite do último sábado (23). Na ocasião, ele ainda atropelou um sargento da 12° Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

O delegado Ivo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), esclareceu que o homem irá se apresentar na tarde desta sexta-feira na sede da delegacia, onde será recolhido para o Batalhão de Guardas da PM, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

Na foto, o programador Jonismar Silva Andrade (Crédito: Aguilar Abecassis)

Em depoimento, o cabo contou que se arrepende do crime e que só matou o programador porque, após a confusão por conta do copo de cerveja, Jonismar tentou tirá-lo do seu veículo. Ele disse também que não consumiu bebida alcoólica, mas em fotos foi comprovado que ele estava bebendo cerveja.

Ainda conforme informações da polícia, o cabo da PM estava afastado para tratar de uma depressão. Familiares e amigos da vítima estiveram presentes da DEHS e declararam que a justiça foi feita. 

Publicidade
Publicidade