Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
Manaus

Cães vindos da Colômbia atuarão nas ações da Polícia Militar na Copa do Mundo, em Manaus

Os animais da raça Pastor Belga Malinois foram apresentados nesta terça-feira (17), pela Companhia Independente de Cães (Cipcães) da Polícia Militar



1.gif Cães têm quatro anos de treinamento e podem detectar drogas como maconha e pasta base de cocaína
18/06/2014 às 11:09

Quinze cães vindos da Colômbia, dos quais 10 estão treinados para detectar a presença de armas, explosivos e cinco para identificar entorpecentes, começarão a atuar com a Polícia Militar do Amazonas nas operações realizadas por conta dos jogos da Copa. Os animais foram apresentados ontem pela Companhia Independente de Cães (Cipcães) da Polícia Militar.

A parceria entre os dois países, segundo explicou o comandante da Cipcães, tenente Simão Louzada Bulbol, é uma contribuição de vanguarda que atuará em portos, aeroportos e em vistorias em hotéis, veículos, além da Arena da Amazônia, onde são realizados os jogos. Os animais colombianos ficarão até o último jogo da Copa do Mundo em Manaus, dia 26.



Os cães são da raça Pastor Belga Malinois, incluído no livro dos recordes, o Guiness Book, como o maior farejador de drogas de todos os tempos. A raça esteve no Brasil durante a Convenção das Nações Unidas, a ECO 92, no Rio de Janeiro, quando foi escolhida para fazer a segurança do então presidente dos Estados Unidos, George Bush.

Entre as quatro variedades de pastor, é a que tem apresentado maior crescimento em termos de popularidade em todo mundo. Outros cães são pastores holandeses e pastores alemães capa preta, este considerado um dos mais inteligentes, por ser totalmente dedicada a qualquer que seja a sua missão e é considerada insuperável em versatilidade no trabalho. “Eles podem detectar a pólvora, no cartucho, além de qualquer tipo de droga”, explicou o tenente.

Tráfico

A presença de turistas vindos dos países das fronteiras amazônicas, onde ocorre intenso tráfico de drogas é um dos motivos no reforço das ações de fiscalização com a presença dos animais, visando evitar a entrada de entorpecentes, tanto pelas calhas dos rios quanto pelas entradas oficiais como aeroporto ou portos.

A parceria com o governo colombiano vai garantir maior segurança para as delegações dos países cujas seleções farão jogos em Manaus, como a dos Estados Unidos e Camarões. Segundo o tenente, todo o efetivo da segurança será usado de modo a evitar qualquer ato terrorista ou algum evento indesejado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.